Sábado, 22 de setembro de 2018 Edição nº 14962 21/04/2018  










ASSEMBLEIAAnterior | Índice | Próxima

Botelho quer limpar a pauta na próxima semana

Da Reportagem

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Eduardo Botelho (DEM), está convocando os seus colegas de parlamento para um mutirão a ser realizado na próxima semana para limpar a pauta de votação. A Casa de Leis precisa apreciar todos os vetos do Executivo Estadual para poder destravar a pauta.

“Estou ligando para cada deputado, pedindo para fazer o compromisso para semana que vem fazermos um mutirão para votar esses vetos”, enfatizou.

O democrata, entretanto, afirma que a tendência é que o mutirão não resolva a situação, tendo em vista que a oposição deve pedi vistas dos vetos. De acordo com ele, há cerca de 30 vetos para serem apreciados que se encontra no Parlamento Estadual há mais de 60 dias.

“Estou ligando para cada deputado, pedindo para fazer o compromisso para semana que vem fazermos um mutirão para votar esses vetos. Teoricamente, porque a oposição pode pedir vistas dos vetos, e provavelmente vai pedir. O interesse deles é travar a votação dos projetos do Governo. Eles pedindo vistas, tenho que conceder por 5 dias”, prevê o parlamentar.

Entre os projetos polêmicos de autoria do Governo do Estado que devem passar pelo crivo do Legislativo está a criação do Fundo de Estabilidade Fiscal. Segundo Botelho, a mensagem chega a Assembleia Legislativa nesta segunda-feira (23).

“Tive uma reunião com os secretários da Casa Civil e Fazenda nesta semana, e ficou definido que eles mandam esse projeto na segunda-feira, sem falta”, disse.

O próprio deputado admite que não há clima no Parlamento Estadual para garantir a aprovação deste projeto. Contudo, acredita que o fato de o Fundo ser para beneficiar a saúde pública, pode contribuir.

“Fiz um apelo ao governador. Eu disse: olha, não tem clima para ser votado. Agora, se você mandar um projeto que seja especifico para Saúde aí sim existe a possibilidade de discutirmos ele. O governador concordou e o projeto vai especificamente para a Saúde. E aí, podemos fazer algumas emendas, fazer algumas amarrações para que ele não seja desviado a finalidade desse dinheiro”, pontuou. (KA)



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:35 Haddad minimiza fala sobre 2º turno
19:23 Próximo deverá seguir o meu caminho
19:22 Ciro Gomes acha suspeita razoável
19:22 Nunca cogitei volta da CPMF, afirma Bolsonaro
19:21 Algoz do Corinthians, Nico López corneta lateral


19:21 Alckmin apoia carta, mas rejeita união
19:20 Everton Felipe tenta mostrar serviço
19:20 Cuca faz mistério na zaga do Santos
19:20 Jair Ventura resgata esquema tático
19:19 Brasil bate Austrália com facilidade
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018