Quarta feira, 13 de novembro de 2019 Edição nº 14952 07/04/2018  










REFUGIADOSAnterior | Índice | Próxima

69 venezuelanos chegam a Mato Grosso

Venezuelanos que chegaram a Cuiabá serão transferidos para outros municípios

GCOM
Venezuelanos desembarcaram ontem em Cuiabá, vindos de Roraima em voo da FAB
ALINE ALMEIDA
Da Reportagem

Cuiabá deu as boas vindas ontem para 69 venezuelanos, vítimas da crise econômica e política que o país enfrenta. Os refugiados que vieram de Roraima para a capital mato-grossense desembarcaram no Aeroporto Marechal Rondon por volta das 12 horas de ontem, trazidos por um avião da Força Aérea Brasileira. Após uma triagem eles deverão ser encaminhados para outros municípios de Mato Grosso.

A Secretaria de Trabalho e Assistência Social (Setas) que vem acompanhando este processo de acolhida confirmou que dos 69 venezuelanos, 16 são crianças. A pasta disse que a maioria tem segundo grau completo, com profissão e alguns com ensino superior. Eles já vieram com a documentação básica, o RG e a carteira de trabalho provisória para serem inseridos no mercado de trabalho. “A intenção do comitê é fazer a triagem e inicialmente eles ficarão acolhidos na Pastoral do Migrante durante alguns dias. Já foi traçado um perfil e através deste perfil eles serão encaminhados para outros municípios, regiões produtoras para encaixá-los no mercado de trabalho”, confirmou a assessoria.

Os venezuelanos que chegaram a Cuiabá fazem parte do processo de interiorização organizado pelo governo federal numa tentativa de lidar com o intenso fluxo de venezuelanos. Estima-se que 400 refugiados entram por dia no Brasil fugindo do regime de Nicolás Maduro. Somente ontem, 116 imigrantes foram transferidos para São Paulo e Cuiabá. Os imigrantes aderiram de forma voluntária ao processo para buscar oportunidades de trabalho em outras partes do país.

Para a transferência os venezuelanos foram submetidos a imunizações contra doenças como sarampo, caxumba, rubéola, febre amarela, difteria, tétano e coqueluche. A transferência faz parte do Projeto Acolhida montado pela Polícia Federal.

De acordo com o governo federal, a interiorização não tem custo para os imigrantes. As viagens são bancadas pelos R$ 190 milhões liberados ao Ministério da Defesa por meio da Medida Provisória 823/2018.

A interiorização é uma estratégia adotada a fim de oferecer aos imigrantes melhores condições para viverem e trabalharem no Brasil. Desde 2016 os venezuelanos começaram a vir para o Brasil na tentativa de fugir da crise econômica e política vivida por aquela nação. Em 2017 com o fluxo de venezuelanos foi aumentando ainda mais. O Conselho Nacional de Direitos Humanos chegou a publicou uma recomendação emergencial com diretrizes sobre os direitos e a organização do fluxo de pessoas vindas da Venezuela.

Em fevereiro o presidente Michel Temer anunciou uma série de medidas para conter o fluxo dos venezuelanos. Segundo dados da Polícia Federal, até o final de 2017 foram registrados 22 mil pedidos de refúgio e oito mil pedidos de residência. Apenas na capital de Roraima, o número chegou a 40 mil, já que, desde 2015, cidadãos do país vizinho têm buscado refúgio no Brasil. Os venezuelanos que cruzam a fronteira por Roraima fogem da fome, falta de emprego, hiperinflação e da instabilidade política no país governado por Nicolás Maduro.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




20:14 MST joga tinta em prédio de Cármen
20:13 Curitiba vive um clima de suspense
20:13 Pedido de prisão de Lula foi precipitado, afirma Gilmar
20:13 Defesa vai à ONU para evitar a prisão de ex-presidente
20:12 Lula não sairá daqui de cabeça baixa


20:12 Lula deve se entrega após missa de Mariza
19:25 Marcelo Duarte desiste de concorrer
19:25 Desembargador suspende ação militar dos "grampos"
19:24 Taques diz que Rui Ramos assume se for necessário
19:24 Taques diz que Rui Ramos assume se for necessário
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018