Sexta feira, 23 de agosto de 2019 Edição nº 14950 05/04/2018  










TEMERAnterior | Índice | Próxima

Desvio da Constituição desorganiza a sociedade

TALITA FERNANDES
Da Folhapress – Brasília

Depois de ter silenciado comentários sobre as declarações do comandante do Exército, o general Eduardo Villas Bôas, o presidente Michel Temer fez um discurso enfático ontem em defesa ao cumprimento da Constituição.

"O que mais prejudica o país é desviar-se das determinações constitucionais, quando as pessoas começam a desviar-se das determinações constitucionais, quando as pessoas acham que podem criar o direito a partir da sua mente e não a partir daquilo que está escrito, seja literalmente ou sistemicamente, você começa a desorganizar a sociedade", disse o presidente sem nenhuma menção direta às declarações de Villas Bôas.

A fala do presidente foi feita no Palácio do Planalto, durante a cerimônia de sanção de um projeto que flexibiliza o programa de rádio Voz do Brasil.

Na noite de terça, Villas Bôas escreveu em sua conta do Twitter sobre seu repúdio à impunidade e disse que o Exército "está atento às suas missões institucionais", sem detalhar o que pretendeu dizer com o texto. A ordem do Palácio do Planalto na terça foi de silenciar sobre o tema.

A postagem do general foi feita na véspera do julgamento de um habeas corpus do ex-presidente Lula pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

Temer aproveitou o evento de ontem, do qual participavam órgãos de imprensa, para falar em liberdade de expressão como uma garantia constitucional. Segundo ele, a liberdade de imprensa decorre da ordem jurídica. Ele começou seu discurso dizendo ser um "quase escravo do texto da Constituição brasileira".

"A liberdade de informação permite as mais variadas críticas. E elas hão de verificar-se, porque elas dão também um norte para a própria sociedade. O que não se pode é combater pessoas, mas desmerecendo o país. Você precisa tomar um cuidado extraordinário com esse fato", disse Temer.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:31 Mauro "pede a Deus" por empréstimo
19:31 BOA DISSONANTE
19:30 Incentivos fiscais: novos tempos!
19:29 Preservação
19:29 60 anos da Rádio Difusora Bom Jesus


19:28 Lista da privatização
19:28 Desserviço
19:27 Livro dribla melodrama com personagem que usa sono para superar luto
19:27
19:26 Raul Seixas persiste 30 anos após morte
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018