Domingo, 15 de setembro de 2019 Edição nº 14949 04/04/2018  










TÉCNICOAnterior | Índice | Próxima

Flamengo avalia apresentar proposta para Renato Gaúcho

JEREMIAS WERNEK e VINÍCIUS CASTRO
Da Uol/Folhapress – Porto Alegre

O Flamengo tem apenas um nome de consenso entre os dirigentes para substituir o técnico Paulo César Carpegiani: Renato Gaúcho. Segundo apurou a reportagem, os cariocas estudam apresentar uma proposta ao atual treinador do Grêmio.

O time gaúcho mantém a tranquilidade. A aposta está no bom ambiente, histórico de títulos e perspectiva de mais conquistas em 2018 para manter Renato. No Rio, um lobby está em curso nos bastidores da Gávea para que a direção de futebol não meça esforços e tente a contratação. Renato foi procurado no ano passado e negou a investida rubro-negra por conta dos compromissos com o Grêmio.

CONVITE

No Flamengo, há quem acredite que ele não recusaria o convite pela segunda vez consecutiva, principalmente se confirmar o título gaúcho no próximo domingo, que encerraria um ciclo em alta. Até o momento, porém, a diretoria não entrou em negociação com ele e nenhum outro profissional. O auxiliar Maurício Barbieri e o técnico Cuca enfrentam resistência nos bastidores.

O atual campeão da Libertadores é o favorito dos cartolas do Flamengo. Renato nunca escondeu a vontade de dirigir o clube e certamente balançaria com uma nova proposta. O contrato precisaria ter valores altos e, principalmente, ser longo. No entanto, o time rubro-negro pode oferecer vínculo de apenas oito meses -em virtude da eleição presidencial em dezembro.

O Flamengo espera resolver a questão até o fim da semana. Mas, se decidir apostar todas as fichas no técnico do Grêmio, o processo será mais longo. Em Porto Alegre, o clube tricolor mantém o cenário sob observação. Desde a demissão de Carpegiani, o clube monitora a situação e garante não ter recebido nenhuma informação ou elemento para maior preocupação. Há ceticismo sobre saída.

A diretoria do Grêmio mantém diálogo franco com Renato Gaúcho e no contrato não há multa rescisória. O acordo entre treinador e clube prevê apenas o pagamento de mais um salário, além do mês corrente, em caso de rompimento do vínculo.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:45 Seis em cada dez internautas fizeram compras no último ano
17:37
16:53 Novos horizontes na aviação brasileira
16:53 A mulher bonita da janela alegre
16:52 Resistência à CPMF


16:52 Saúde: um direito ainda utópico
16:51 Nietzsche ganha verniz pop em nova biografia, que o apresenta como misógino
16:51
16:50 Órfãos da Terra: capítulos da última semana não serão antecipados no Globoplay
16:50 Dramaturgia em diálogo com a psicanálise
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018