Domingo, 17 de novembro de 2019 Edição nº 14949 04/04/2018  










JOGADORESAnterior | Índice | Próxima

Diretoria sai dos ‘caros’ para comprar Sasha e Dodô

SAMIR CARVALHO
Da Uol/Folhapress – Santos

O Santos corre no mercado para negociar jogadores considerados caros e que não estão nos planos do técnico Jair Ventura. A diretoria santista encontrou gasto mensal de R$ 1 milhão ao somar os salários do zagueiro Cleber, do volante Leandro Donizete, do meia-atacante Rafael Longuine e do lateral esquerdo Caju.

Na visão do clube, este valor poderia ser utilizado para contratar reforços e, inclusive, bancar a permanência em definitivo do atacante Eduardo Sasha, que pertence ao Internacional, e o lateral esquerdo Dodô, vinculado à Sampdoria, da Itália.

Com a possível economia, o Santos fica mais confiante em ter Sasha e Dodô. O presidente José Carlos Peres diz que exercerá a prioridade de compra até o fim do ano, quando encerra o empréstimo da dupla. Por isso, ele pretende negociar os atletas encostados o mais rápido possível. Sasha e Dodô vieram com valores fixados que, segundo o mandatário, estão dentro da realidade clube.

Os dirigentes santistas revelaram à reportagem que o gasto com estes atletas faz o Santos recuar em contratações chamadas de apostas ou oportunidade de mercado. Para eles, o meia Caio Henrique, que pertence ao Atlético Madri, da Espanha, e acertou com o Paraná, só não foi contratado por conta disso.

A cúpula alvinegra que alega que o jogador corre o risco de seguir o mesmo caminho do quarteto, pois não se trata de um meia que chegaria para resolver o problema da posição de imediato. O presidente José Carlos Peres quer evitar mais gastos desnecessários com a folha de pagamento e, por isso, Caio Henrique e outros atletas foram recusados após serem oferecidos.

Agora os dirigentes do Santos aceleram o processo de enxugamento do elenco. Cleber já tem tudo apalavrado com o Paraná e deve assinar empréstimo até o fim desta temporada. O clube paulista pagará parte do salário, mas já alivia parte da folha.

Leandro Donizete é o caso mais complicado, já que recebe pouco mais do que o zagueiro Cleber. O valor chega a R$ 300 mil mensais, somando salários e luvas. O Santos só recebeu propostas de clubes interessados em pagar apenas 30% deste montante. Com isso, o clube paulista tenta negociar a rescisão com o jogador.

Rafael Longuine é um dos poucos jogadores do elenco que não foi utilizado por Jair Ventura no elenco. A nova diretoria se assustou ao saber o ordenado do jogador. Ele recebia, por exemplo, mais do que Victor Ferraz, titular absoluto da lateral direita nos últimos anos.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




21:06 Chance de golpe de estado é menos um
21:05 Presidenter escala consultor pessoal
21:04 Desvio da Constituição desorganiza a sociedade
21:03 Rosa Weber nega habeas corpus a Lula
21:03 Gilmar Mendes cita mídia opressiva


19:55 Inscrições vão até quinta-feira
19:54 Reforços engrenam e viram armas
19:54 Flamengo aguarda final do Gauchão
19:54 Timão deve ter Ralf e Jadson
19:53 Barcelona goleia a Juventus no Camp Nou
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018