Segunda feira, 17 de junho de 2019 Edição nº 14946 29/03/2018  










PSDAnterior | Índice | Próxima

Após nova reunião, deputados decidem continuar no partido

KAMILA ARRUDA
Da Reportagem

A bancada de deputados estaduais do Partido Social Democrático (PSD) se reuniu na tarde desta quarta-feira (28) com o vice-governador Carlos Fávaro (PSD) para debater a situação da legenda perante a gestão do governador Pedro Taques (PSDB).

Os quatro deputados estaduais da legenda reforçaram o seu posicionamento de continuar na base do governador tucano, e deram total liberdade para Carlos Fávaro construir a sua candidatura a senador.

Diante disso, ficou definido que todos os parlamentares irão permanecer na legenda. “Foi uma reunião de fundamental importância, e que deu um alivio, principalmente para nós deputados. Então, acabou-se a especulação de quem vai sair do partido. Está definido: todos vão manter as suas filiações e disputar a eleição pelo partido neste ano, e também demos ao Fávaro o direito de trabalhar no sentido de construir a sua candidatura ao senado”, disse o deputado Wagner Ramos.

No entanto, ainda não há uma definição quanto a permanência da sigla no arco de aliança de Pedro Taques para o pleito de 2018. “Isso foi citado, haja vista que os deputados querem manter o apoio ao governador no projeto de reeleição. Porém, nós vamos estar discutindo isso tudo, o partido está discutindo essas ações. Vamos trabalhar esses meses restantes para dar condições para que isso aconteça”, acrescentou o parlamentar.

Também foi descartada na reunião a possibilidade de o partido lançar chapa pura para deputado federal e estadual no pleito de outubro deste ano. O deputado Gilmar Fabris (PSD) disse que a sigla irá formar o chapão para concorrer na eleição proporcional.

“Nós queremos participar de um chapão, tanto na parte de federal quanto na parte de estadual. Não é um partido que deseja ir com candidatura apropria”, enfatizou.

Já no que diz respeito a entrega dos cargos, Fabris afirmou que isso acontecerá naturalmente diante dos prazos estipulados pela Justiça Eleitoral. Em contrapartida, garante a permanência de Domingos Savio (PSD) na Secretaria de Ciência e Tecnologia.

“Essa questão de entregar cargos: primeiro, nós temos pessoas ligadas ao partido que vai ser candidato neste ano e vai ter que entregar o cargo. Também tem pessoas que desejam sair do Governo e vão entregar os cargos. No mais, tem o Domingos Savio que vai ficar, está fazendo um grande trabalho e pode até trocar de pasta”, finalizou.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




06:12 Alento na segurança
06:11
06:10 Bandidos na TV conta o caso do apresentador acusado de encomendar mortes por audiência
06:09 Do cinema para os palcos: Loucos de Amor estreia neste final de semana
06:05 Lula põe em dúvida facada em Bolsonaro


06:04 Morre aos 76 anos o jornalista Clóvis Rossi
06:03 Maia diz que governo é usina de crises
06:00 Após cortes, Copa América começa com problemas
06:00 Toronto Raptors conquista NBA pela 1ª vez
05:59 Messi vira pavão e tenta título inédito
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018