Sábado, 16 de fevereiro de 2019 Edição nº 14945 28/03/2018  










SISTEMA PENITENCIÁRIOAnterior | Índice | Próxima

Nova transferência de presos

Da Reportagem

As Secretarias de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) e de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp) realizaram, ontem, mais uma operação para a transferência de presos da Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá. No último fim de semana, 135 detentos já haviam sido removidos para unidades de Água Boa e Juína, no interior do Estado.

Por questão de segurança, os dois órgãos estaduais informaram que detalhes sobre esta segunda transferência, como o número e o destino dos detentos, só seriam divulgados ao final da operação. Porém, adiantou que a Sejudh trata com o Departamento Penitenciário Nacional para novas solicitações de transferência de presos do Estado para unidades federais de segurança máxima já que o requisito principal é ameaça à ordem pública ou pertencer a organização criminosa. Desde 2015, Mato Grosso tem nove reeducandos em unidade federais de segurança.

As medidas estão sendo tomadas após os ataques ocorridos na semana passada contra a sede do Sindicato dos Agentes Prisionais (Sindspen) e à casa de um servidor do sistema, ambas localizadas na capital. No sábado, a polícia identificou dois reeducandos da PCE como os mandantes dos ataques. São eles: Marcos Felipe Pires de Arruda, 21 anos, preso desde maio de 2016, e Sérgio Carvalho Gomes, 38 anos, detido em junho do ano passado.

Na cela que os dois ocupavam foram encontrados 23 aparelhos de celular, carregadores de celular e duas facas artesanais. Os celulares serão submetidos à perícia para a comprovação das condutas.

Ainda no sábado, a polícia localizou, em Várzea Grande, o carro usado pelos criminosos no ataque à sede do sindicato. O veículo foi incendiado e tinha sido roubado na quarta-feira (21). Também no sábado, ocorreu a transferência dos 135 presos para o interior, movimentação considerada a maior dos últimos anos.

A Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) instaurou um inquérito para investigar se os ataques têm ligações com as ameaças do Comando Vermelho (CV), uma vez que desde a morte do preso Jesuíno Cândido da Cruz Júnior, na semana passada dentro da PCE, vários áudios começaram a circular nas redes sociais onde integrantes da facção começaram a dar ordens para matar agentes e outras pessoas ligadas ao sistema penitenciário.

TENTATIVA – A polícia também vai investigar possível tentativa de sequestro da diretora-adjunta do presídio Feminino Ana Maria do Couto May, C.R.S.P, na noite da última segunda-feira (26), dentro de um supermercado, que fica na região do Coxipó, em Cuiabá. A diretora estaria fazendo compras sozinha quando uma dupla tentou levá-la à força. Ela gritou, o que deixou os criminosos nervosos e, com isso, eles fugiram do local.

Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:13 Victório Galli diz que Selma Arruda vai para o PSL
19:11 Após reunir com Jayme, Dilmar Dal Bosco continua no DEM
19:10 TJ nega pedido para suspender ação de grampos ilegais
19:09 Após nova reunião, deputados decidem continuar no partido
19:09 MP investiga ‘fantasmas’ na Câmara


18:32 BOA DISSONANTE
18:31 É agora Lava Jato!
18:31 Pasta verde
18:30 Na rede
18:30 Erudição é fundamental
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018