Segunda feira, 18 de junho de 2018 Edição nº 14934 13/03/2018  










Anterior | Índice | Próxima

Pedro Taques quer mais candidatos para debater

Da Reportagem

O governador Pedro Taques (PSDB) parece que não está muito preocupado com os seus adversários no pleito de outubro deste ano, onde ele buscará a reeleição. Ele afirma que defende a democracia e é a favor do debate de ideias.

“Eu não vi que o DEM mandou ter candidato em todos os Estados. Agora eu defendo a democracia. É bom que nós tenhamos candidatos, a democracia não pode ganhar de WO. Nós precisamos ter candidatos, debater ideias para que o cidadão possa ter possibilidade de escolha. Nós precisamos de candidatos, isso faz parte da democracia”, disse.

As declarações do gestor tucano fazem referência a Convenção Nacional do Democratas (DEM) realizada na semana passada, onde ficou deliberado que a legenda em Mato Grosso teria candidatura própria ao Governo do Estado. Entres cotados para a disputa estão o ex-senador Jayme Campos e o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes.

Ambos foram aliados de Taques nesta gestão. “É bom que tenha dois, três, quatro, cinco, seis, sete, oito, nove candidatos. Isso faz parte da democracia”, completou Taques.

O ex-chefe do Executivo da Capital, Mauro Mendes, tem se movimentado nos bastidores a fim de viabilizar o seu nome para a disputa. Em busca de apoio, na última semana ele se reuniu com o ex-prefeito de Lucas do Rio Verde Otaviano Pivetta.

Jayme Campos, por sua vez, já anunciou que está preparado para disputa e não vê dificuldade em enfrentar o governador Pedro Taques. Ele, inclusive, já anunciou que irá deixar o comando da Secretaria e Assuntos Estratégicos de Várzea Grande no final deste mês para participar do pleito deste ano.

O DEM e o PSDB também são aliados a nível nacional. Esta aliança, entretanto deve ser rompida, tendo em vista que ambos os partidos possuem pré-candidatos à presidência da república.

É por conta da pré-candidatura do deputado federal Rodrigo Maia a presidência da república que o DEM deliberou por candidatura própria em Mato Grosso. O projeto da siga já conta com o apoio do MDB, PP, PSC, SD, Avante, PHS e PRB.

Além do DEM e do PSDB, existem outros nomes na disputa rumo o comando do Palácio Paiaguas. O senador Welligton Fagundes (PR) e o deputado estadual Zeca Viana (PDT) também se dizem preparados para enfrentar o Taques nas urnas no mês de outubro.

O pedetista, entretanto, admite a possibilidade de vir a abrir mão da disputa a majoritária em troca de um projeto que tenha condições de derrotar o atual chefe do executivo.

Neste final de semana, o parlamentar chegou, inclusive, a se reunir Fagundes e com o ex-prefeito de Rondonópolis, Percival Muniz. O ex-deputado estadual Hermínio Barreto também participou do encontro. (KA)



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

· O Governador,sabe que a reeleição é difí  - carleth castro




19:31 PF quer 144 novos inquéritos em MT
19:31 Selma Arruda terá segurança privada
19:31 José Celso Dorileo vai para Controladoria Geral do Estado
19:30 BOA DISSONANTE
19:30 Emanuel Pinheiro diz que foi ‘armadilha’


19:29 A Copa política e o patriotismo
19:29 Zuquim mantém Savi preso
19:28 De volta ao G4
19:28 Mercado, Estado e 2018
19:28 O fim do foro privilegiado
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018