Quarta feira, 17 de julho de 2019 Edição nº 14930 07/03/2018  










JUSTIÇA ELEITORAL - 1Anterior | Índice | Próxima

Juíza mantem reprovação das contas de Wilson Santos

Da Reportagem

A juíza da 51ª Zona Eleitoral de Cuiabá, Gabriela Karina Knaul de Albuquerque e Silva, manteve a sentença que desaprovou as contas de campanha de 2016 do então candidato a prefeito da Capital e atual secretário de Estado de Cidades, Wilson Santos (PSDB), e seu vice Leonardo Oliveira (PSB), hoje secretário adjunto de Esportes e Lazer.

A decisão da magistrada é da última quinta-feira (1º), ocasião em que rejeitou um recurso de Wilson Santos, que alegou nulidade e obscuridade na sentença.

Wilson Santos e Leonardo Oliveira perderam a eleição no segundo turno da campanha para a chapa encabeçada pelo à época deputado estadual e atual prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB).

Ao reprovar as contas, a magistrada citou 16 irregularidades nas contas apresentadas e determinou que o Ministério Público Eleitoral apure possível abuso de poder econômico.

Entre as irregularidades estão a falta de comprovação da origem dos recursos que serão utilizados para pagar dívidas de R$ 4 milhões deixadas pela chapa, inconsistências em notas fiscais, contratação de militância acima do limite e dados da prestação de contas que “não batiam” com as informações registradas na Receita Federal.

No recurso, os dois defenderam que o relatório conclusivo que apontou as irregularidades teria trazido “inovação” em relação ao relatório preliminar, o que ofenderia a orientação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A chapa também alegou que houve nulidade no relatório, pois não constou o nome dos advogados.

Segundo a juíza, o relatório conclusivo não trouxe nenhuma inovação, mas tão somente “promoveu o enquadramento das impropriedades subsistentes após a manifestação dos prestadores de contas”. A tese de nulidade pela ausência dos nomes dos advogados no relatório foi igualmente rejeitada pois, de acordo com a juíza Gabriela Knaul Silva, a publicação do documento não teve o intuito de intimá-los a se manifestar novamente sobre os fatos.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:28 “Projeto reduz incentivos e não aumenta impostos ao cidadão”, garante Governo
18:27 MPE apura doação à PM de placa para escutas
18:27 Votação do projeto dos incentivos é adiada
18:26 AL pode criar CPI para caso dos grampos
18:25 Cabo acusa Gaeco de usar grampos ilegais


18:25 Defesa de Zaqueu quer colaboração premiada unilateral
18:23 Polícia combate comércio irregular de peças de automóveis
18:23 Segurança cumpre mandados dentro do Presídio Ferrugem
18:22 Polícia resgata criança subtraída e ameaçada pelo pai
18:21 Idoso é morto durante assalto em Cuiabá
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018