Quinta feira, 13 de dezembro de 2018 Edição nº 14921 22/02/2018  










BIOENERGIAAnterior | Índice | Próxima

Empresa investe R$ 1 bi em MT

ARQUIVO
Planta da FS Bioenergia em Lucas do Rio Verde
Da Reportagem

Pioneiro na fabricação de etanol de milho no Brasil, Mato Grosso irá abrigar a segunda usina da empresa FS Bioenergia. O novo empreendimento está em fase de licenciamento, que antecede a construção, e será investido R$ 1 bilhão na instalação da usina. A FS Bioenergia concretizou o empreendimento no Estado após contato com o governador Pedro Taques em janeiro deste ano.

Com capacidade de produzir cerca de 680 milhões de litros de etanol de milho, ou 100% do milho do Brasil por ano, e gerar mais de 1.500 empregos diretos e indiretos no Estado, a nova empresa do grupo será instalada no município de Sorriso.

A nova fábrica terá capacidade de produzir cerca de 680 milhões de litros de etanol de milho exclusivamente do Brasil, dobrando a capacidade de produção de etanol, DDGS e energia da empresa, se comparado com a primeira usina.

Além de aumentar a produção, a nova usina irá armazenar 400 mil toneladas de milho. A previsão é que sejam utilizadas 1,8 milhão de toneladas do grão por ano, para uma produção anual de 500 mil toneladas de farelo de milho e 20 mil toneladas de óleo de milho.

A unidade terá ainda a capacidade de gerar 1.500 empregos diretos e indiretos e cogeração de energia de 170 mil MW, suficiente para abastecer uma cidade de cerca de 70 mil habitantes.

Esta é a segunda planta de etanol da FS Bioenergia em Mato Grosso. A primeira foi inaugurada em 2017, no município de Lucas do Rio Verde. Na oportunidade, o presidente da República, Michel Temer e o governador Pedro Taques participaram da cerimônia de inauguração. A primeira unidade produz 240 milhões de litros de etanol, além de 180 mil toneladas de farelo, 6 mil toneladas de óleo de milho e energia, por ano.

A expansão da unidade no mercado mato-grossense foi recebida com satisfação pelo governador Pedro Taques, que recebeu em janeiro deste ano parte da diretoria e sócios da empresa no Palácio Paiaguás. “Acredito que em 10 anos, Mato Grosso tenha potencial para se transformar em uma Califórnia. Por isso, investimentos como este são bem-vindos, porque não só vão gerar empregos, conhecimento e tecnologia, mas vão reforçar o potencial produtivo e competitivo de Mato Grosso em todo o mundo”, destacou o governador.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:34 Finais serão disputadas na Arena
18:34 Cruzeiro perde disputa com o Galo
18:30 Flamengo acerta e técnico Abel Braga retorna ao clube
18:29 Flu faz exigências para liberação
18:28 Bota recusa proposta do Atlético-MG


18:28 Goiás tenta Sidão e Edimar, contestados no São Paulo
18:28 Mixto conquista vaga para Copa do Brasil
18:27 Tricolor quer Victor Ferraz e Willian Arão
18:27 Incansável, jogou quase 100 partidas até o bimundial
18:13 Eduardo Botelho estuda cortar mais gastos da Assembleia
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018