Quarta feira, 16 de outubro de 2019 Edição nº 14921 22/02/2018  










CONDENAÇÃOAnterior | Índice | Próxima

Dirceu se torna réu pela terceira vez na Lava Jato

GÉSSICA BRANDINO
Da Folhapress – São Paulo

O ex-ministro José Dirceu se tornou réu pela terceira vez na Operação Lava Jato. O juiz federal Sergio Moro aceitou ontem denúncia que investiga a suspeita de corrupção em contratos da Petrobras com as empresas ?Engevix Engenharia e UTC Engenharia.

De acordo com o MPF (Ministério Público Federal), houve simulação na contratação da empresa Entrelinhas Comunicação Ltda. pela Engevix para efetuar pagamento de R$ 900 mil, em benefício de Dirceu.

A denúncia também aponta suposto pagamento indevido feito pela UTC Engenharia à JD Assessoria, empresa de Dirceu. Segundo a acusação, no período de fevereiro de 2013 a outubro de 2014, aditivos ao contrato de prestação de serviços de assessoria foram utilizados para repassar cerca de R$ 1.536 milhão a Dirceu, sem que houvesse efetiva prestação de serviços.

Segundo a Procuradoria, os pagamentos tanto da Engevix como da UTC eram repasses de acertos de corrupção em contratos das empresas com a Petrobras.

Ao aceitar a denúncia, Moro afirma ainda que em relação aos pagamentos da UTC à JD Assessoria há prova documental de que os pagamentos foram feitos mesmo quando José Dirceu de Oliveira e Silva já estava condenado criminalmente na Ação Penal 470, conhecido como mensalão.

Além de Dirceu, também se tornaram réus o irmão dele Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, o ex-executivo da Engevix Gerson de Melo Almada, e o ex-executivo da UTC Walmir Pinheiro Santana.

Moro não aceito a denúncia contra João Vaccari Neto, por entender que as provas contra ele eram similares às já rejeitadas em julgamento anterior pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região).



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

· Prisão perpétua seia o mínimo para esse   - Luiz Augusto Victorino Alves Corrêa




19:24 Empresa investe R$ 1 bi em MT
19:23 Taques ainda aguarda conversa com Maggi
19:23 Wellington Fagundes quer ampliar quadros do PR
19:23 Se provocada Comissão de Ética da AL se manifestará
18:41 Nadaf pede perdão judicial para juíza Selma Arruda


18:40 Alan Zanatta isenta Emanuel Pinheiro
18:40 César Zílio paga e se livra da tornozeleira eletrônica
18:40 Três blocos são formados na Assembleia Legislativa
18:07 Dirceu se torna réu pela terceira vez na Lava Jato
18:06 Exército faz operação em presídio
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018