Terça feira, 15 de outubro de 2019 Edição nº 14914 09/02/2018  










LEITORAnterior | Índice | Próxima

Lula ainda lidera em todos os cenários

Estamos saturados de ver resultados de pesquisa eleitoral manipulada. As empresas pesquisadoras deixam a desejar nos resultados apresentados. Salvo algumas, raras, que ainda se salvam. Entendemos que o posicionamento político dessas empresas não pode interferir nos resultados a serem publicados. Muito praticada é a manipulação de resultados antes das eleições para justificar outra manipulação, o das urnas eletrônicas fraudáveis. Usadas nos últimos pleitos, essas urnas não permite auditoria, recontagem dos votos. Manipulação devidamente comprovada. Não podemos aceitar pesquisas fajutas como também devemos acabar com as urnas eletrônicas fraudáveis. O sr Gilmar Mendes, atual presidente do TSE, defensor desse crime, deve valorizar o sistema democrático com eleições transparentes pois aqueles eleitos pelas manipulações demonstraram que foram incapazes de governar o Brasil, praticando toda sorte de corrupção, desviando o dinheiro do trabalhador para seus grupos criminosos.

ACIR CARLOS OCHOVE. Cuiabá/MT

ochove@terra.com.br



Depois da Alencastro é vez da Ipiranga

E a orla do Porto? Abandonam e depois refazem tudo? Pouco frequentada, o piso está soltando. A pista de bicicleta está imunda. Os canteiros, secos. No córrego 8 de abril, trechos sem iluminação nenhuma. Ando de bike na região, gastam uma fortuna, abandonam, refazem, abandonam de novo!

HENRIQUE DIAS, Cuiabá/MT

ah@terra.com.br



Pagar funcionalismo, o trunfo de Emanuel

Vergonhoso, para uma cidade como Cuiabá, capital do agronegócio, ter um prefeito acusado com prova bastante contundente, recebendo propina.

NEVES DE JESUS RODRIGUES, Cuiabá/MT

nevesj.rodrigues53@gmail.com



Luz amarela

Essa excessiva concentração de frigoríficos nas mãos da JBS, em Mato Grosso, poderia ter sido evitada se a autointitulada poderosa ACRIMAT tivesse cumprido o seu dever de orientar e, digamos, proteger seus associados. Quando a JBS começou comprar tudo que aparecia pela frente, qualquer cidadão minimamente alerta sabia que isso ia dar problema. A associação não se mexeu e pelo jeito até achou interessante e agora o pecuarista está com o abacaxi nas mãos. Deveria obrigar a ACRIMAT comprar e abater o gado para não ficar no pasto feito zumbis, a espera de um comprador de fora. Alguém deve ter obtido vantagem com essa concentração.

JOSÉ AZEVEDO ANTUNES, Cuiabá/MT



Praças históricas começam a ser revitalizadas no Centro

Deve estar havendo algum equívoco quanto a denominação dos logradouros públicos a serem reformados. Não há em Cuiabá praça denominada senhor dos passos, estariam falando da praça Edina Euphrosina Hugueney de Matos? Quanto a chamada praça da mandioca a denominação correta é praça dona Bembem, conforme lei municipal.

JANDIRA MARIA PEDROLLO, Arquiteta urbanista, Cuiabá/MT

Jandirarq@gmail.com



Incentivo de cervejeira é investigado

Essa cervejinha vagabunda deles está dando dor de barriga.

ROSE SILVA, Cuiabá/MT

***



Tirar dos pobres para enfraquecer o ESTADO e enriquecer ainda mais os bilionários ....

PAULO SERGIO DA SILVA, Cuiabá/MT



Fabris diz que PSD não discute candidatura própria

Como um cara desse pode ser líder de alguma coisa? A não ser de quadrilha... e impressionante nem é isso! E sim estar solto dando entrevista como se alguma autoridade fosse.

MOISES MEL, Cuiabá/MT

moisesmel@hotmail.com



Entre a moral e a imoralidade

Somente agora tomei conhecimento dessa pérola literária do Dr.Padilha. Um Verdadeiro Streep tease da nossa doente sociedade. Esse texto deveria ser estudado nas escolas.

LEOMAR DUTRA DE SOUZA, Professor, Cuiabá/MT

Leo445@terra.com.br



Medidas duras

Medidas Duras! Vamos começar pela verba indenizatória, duodécimo, auxílios imoral, contrato milionário com comissionados, cargo de confianças. Com certeza, se é que realmente o estado esta em crise com as contas, fazendo todos esses cortes vai sobrar milhões todos os meses nos cofres do governo.

PEDRO SANTIAGO, Cuiabá/MT

***



Em Mato Grosso existe duas espécies de classe de servidores. A primeira classe composta pelos servidores do Legislativo, Judiciário e MP, que recebem integralmente a Revisão Geral Anual, auxílio-faculdade, auxílio-alimentação, entre outras benesses e a segunda classe composta pelos servidores do Executivo sem auxílios, sem RGA e eventualmente rotulados de vagabundos, mesmo sendo obrigados a trabalhar em condições precárias e com defict de pessoal.

CARLOS DOMINGOS, Cuiabá/MT

***



Quer economizar: acabem com veículos oficiais a secretario, adjuntos etc. Tem alguns que tem ate motorista, acabem com a telefonia móvel, porque no estado ate os ratos das secretarias tem telefone funcional, reavaliam os cargos existentes nas secretarias tem cacique demais pra pouco índio isso é o básico. Governo adota meio expediente mais as maiorias das secretarias tem um gato pingado que finge que vai trabalhar e usa toda estrutura da sala. Se for das 13 às 19 horas teria que ser nesse horário. Viu há medidas simples.

PAULO FERREIRA, Cuiabá/MT



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




16:35 Indústria alimentícia corre atrás do público que prefere comida orgânica
16:27 Riva diz ter pago R$ 175 mi para parlamentares
16:26 Habemus Autoridade Nacional de Proteção de Dados
16:25 O amor constrói
16:24 Solução estrutural


16:24 Lei de abuso de autoridade é ato de abuso de poder parlamentar
16:23 Chico Buarque lança primeiro romance após o Prêmio Camões
16:23
16:22 Terror nacional, Morto não fala mostra Daniel de Oliveira ouvindo lamento de cadáveres
16:21 A vida invisível disputa Oscar com 92 filmes
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018