Terça feira, 23 de abril de 2019 Edição nº 14907 31/01/2018  










SAIU DO PAPELAnterior | Índice | Próxima

CPI dos Fundos é instalada na Assembleia Legislativa

Da Reportagem

A Assembleia Legislativa definiu ontem a composição da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que vai investigar a suspeita de que o governador Pedro Taques (PSDB) tenha cometido desvio de finalidade com relação ao dinheiro destinado ao Fethab (Fundo Estadual de Transporte e Habitação) e ao Fundeb (Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica).

Pela composição, a base governista será responsável em conduzir as investigações. A presidência da CPI ficará com o deputado estadual Mauro Savi (PSB). Já o deputado Ondanir Bortolini, o “Nininho” (PSD), e Adriano Silva (PSB), foram escolhidos relator e vice-presidente, respectivamente.

Após as definições, a CPI está oficialmente instalada desde ontem. Um dos líderes do requerimento que culminou na abertura da CPI, o deputado Alan Kardec (PT) disputou a relatoria da CPI, mas foi preterido.

Diante disso, o petista declarou que não descarta a possibilidade de apresentar um relatório em paralelo ao que será produzido oficialmente pela CPI.

“Fiquei na sub-relatoria e tenho consciência que meu trabalho vai ser determinante para questão da CPI, em especial no caso Fundeb, algo que eu tenho muito mais expertise para fazer o trabalho”, disse o petista.

Kardec ainda elogiou a escolha do deputado Nininho como relator e acredita em um bom trabalho do parlamentar.

“Acredito que Nininho vai fazer um relatório com bastante isenção. Ele foi prefeito, foi gestor. Mas, independentemente disso, faremos nosso trabalho. Se for necessário, faremos a apresentação de um relatório em separado. Caso eu perceba que o relatório não será a contento com que vamos descobrir, faremos um relatório em separado para CPI”, afirmou.

O deputado Leonardo Albuquerque (PSD) desistiu de ser membro titular e foi substituído pelo deputado Guilherme Maluf (PSDB).

Albuquerque alegou que a CPI é desnecessária e não vê razão para participar. “Foi feita minha indicação sem minha autorização e aceitação. Essa CPI é desnecessária. Eu nem assinei o requerimento”, disse. (RC)



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




20:06 Taques diz que vai buscar outra solução
20:05 Investigada, cervejaria ainda mantém incentivo fiscal
20:04 Sindicato aperta o cerco na cobrança
18:37 Jovem é assassinada pelo namorado dentro de casa
18:37 Suspeito na morte de major da Polícia Militar é preso


18:36 Justiça solta integrantes de quadrilha que sonegou imposto
18:34 MP contra soltura de Arcanjo
18:34 BOA DISSONANTE
18:33 TJ não aceita proposta do governo
18:31 A linguagem da internet
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018