Terça feira, 23 de abril de 2019 Edição nº 14907 31/01/2018  










MÚSICAAnterior | Índice | Próxima

Coro Experimental da OEMT abre inscrições para Temporada 2018

Cantores da Orquestra do Estado de Mato Grosso terao temporada própria com apresentação de três novos repertórios organizados em cinco apresentações

Protásio de Morais/Divulgação
Inscrições para cantores e cantoras interessados em participar do Coro Experimental seguem até o dia 12 de fevereiro
Da Redação

O Coro Experimental da Orquestra do Estado de Mato Grosso se prepara para a nova temporada com anúncio da oferta de novas vagas. As inscrições para cantores e cantoras já estão abertas e seguem até o dia 12 de fevereiro.

Aos interessados, basta encaminhar nome e contato por e-mail, pelo telefone (65) 3027-1824 ou ainda, ir diretamente à sede da Orquestra do Estado de Mato Grosso, localizada à avenida Isaac Póvoas (n 190, sala 1002). O atendimento é de segunda a sexta-feira das 8h às 18h e as vagas são limitadas.

O coro estreou em junho de 2017 e já se apresentou três repertórios, incluindo dois espetáculos solo e uma participação junto a Orquestra de Mato Grosso, em homenagem a Villa-Lobos.

Em 2018, além de acompanhar a OEMT em dois de seus concertos, ganha também temporada própria com apresentação de três novos repertórios organizados em cinco apresentações.

Atualmente, o grupo conta com a formação de 50 coralistas. O regente Jefferson Neves destaca que são muitos os atributos do coletivo de vozes e destaca quais os traços de sua identidade. “Os mais importantes diferenciais do Coro Experimental da Orquestra do Estado de Mato Grosso são a leveza na voz, a interpretação teatral e sobretudo, a alegria contagiante”.

Segundo ele, o Coro Experimental da Orquestra do Estado de Mato Grosso surgiu da necessidade de se criar um grupo que esteja conectado com o mundo atual. “Pensamos para o programa, um conteúdo eclético e que busque ainda o entendimento do ser humano e suas criações”, conclui.



JEFFERSON NEVES, REGENTE CORAL - Jefferson Neves, nascido em Cuiabá, MT, graduado em Educação Artística, com habilitação em Música, participou de Painéis de Regência e Canto Coral, onde cursou com os músicos Fernando Ariani, Reynaldo Puebla e Eduardo Fernandes. Foi solista da ópera “A Flauta Mágica” de Mozart, junto à Orquestra Sinfônica e Coral da UFMT. Foi solista do concerto “Carmina Burana”, de Carl Orff e regente titular do primeiro Coral Juvenil do Núcleo Coral do Estado de Mato Grosso.

Foi também regente e arranjador do grupo vocal feminino Boca de Matilde, dirigindo quatro shows importantíssimos para Cuiabá. Fundou em 2004 o Grupo Vocal Alma de Gato, em que é diretor artístico, regente, arranjador e cantor. Assinou a direção de mais de 20 shows temáticos e inéditos, que tornaram o grupo conhecido no Brasil e exterior. Recentemente, criou o sexteto vocal Mesa Pra 6, que em pouco mais de um ano realizou seu show de estreia com sucesso de público e crítica especializada.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




20:06 Taques diz que vai buscar outra solução
20:05 Investigada, cervejaria ainda mantém incentivo fiscal
20:04 Sindicato aperta o cerco na cobrança
18:37 Jovem é assassinada pelo namorado dentro de casa
18:37 Suspeito na morte de major da Polícia Militar é preso


18:36 Justiça solta integrantes de quadrilha que sonegou imposto
18:34 MP contra soltura de Arcanjo
18:34 BOA DISSONANTE
18:33 TJ não aceita proposta do governo
18:31 A linguagem da internet
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018