Sábado, 16 de fevereiro de 2019 Edição nº 14907 31/01/2018  










SOLOS ARENOSOSAnterior | Índice | Próxima

Centro de Aprendizagem e Difusão Parecis avança em pesquisas

Da Reportagem

As pesquisas realizadas no Centro de Aprendizagem e Difusão (CAD) Parecis avançam em 2018. Na semana passada, uma visita técnica foi realizada com foco na apresentação de resultados parciais do Programa de Manejo de Solos sobre fontes de enxofre, coberturas, ciclagem de potássio, doses de fósforo e formas de aplicação a lanço ou em sulco.

Os dados foram apresentados pelos pesquisadores da Fundação MT, parceira da Associação dos Produtores de Soja e Milho (Aprosoja) no CAD Parecis. Estiveram presentes os delegados coordenadores da associação e demais produtores do entorno, o presidente da Aprosoja, Antônio Galvan, o vice-presidente da Região Oeste, Diogo Rutilli, e o diretor técnico, Wanderlei Dias Guerra.

Como lembra Guerra, o CAD Parecis é um instrumento importante para a agricultura de Mato Grosso, uma vez que o plantio em solos arenosos vem crescendo ao longo dos anos. “Hoje, entre 25 a 30% do plantio é feito em solos arenosos e a tendência é que esse número cresça, já que temos a entrada de áreas que antes eram pastagens. Dessa forma, é importante termos o conhecimento sobre os tipos de plantas de cobertura, agregação de matéria orgânica e, principalmente, da ciclagem de nutrientes, como o potássio. Nestes solos, o potássio está sendo testado em diferentes doses aplicadas antes, no momento e após o plantio”.

De acordo com Galvan, os dados são relevantes e, no futuro, podem refletir em diminuição dos custos e aumento da produtividade para os agricultores do Estado. “Os dados finais serão apresentados após a colheita, mas até o momento o que nós pudemos observar é que um manejo do solo planejado, utilizando-se quantidades específicas de nutrientes e realizando-se a cobertura mais eficiente levando em conta o tipo de solo, por exemplo, pode refletir diretamente na qualidade do grão e, posteriormente, na colheita”.

Ainda sobre a palhada, o diretor técnico comenta sobre os resultados preliminares que puderam ser vistos no CAD. “Os dados já estão mostrando as diferenças de palhada e de ciclagem de nutrientes entre uma palhada de braquiária e uma palhada de milheto”, disse.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




20:06 Taques diz que vai buscar outra solução
20:05 Investigada, cervejaria ainda mantém incentivo fiscal
20:04 Sindicato aperta o cerco na cobrança
18:37 Suspeito na morte de major da Polícia Militar é preso
18:37 Jovem é assassinada pelo namorado dentro de casa


18:36 Justiça solta integrantes de quadrilha que sonegou imposto
18:34 BOA DISSONANTE
18:34 MP contra soltura de Arcanjo
18:33 TJ não aceita proposta do governo
18:31 A linguagem da internet
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018