Domingo, 21 de abril de 2019 Edição nº 14892 10/01/2018  










EXECUÇÃO EM COLNIZAAnterior | Índice | Próxima

MPE notifica novo prefeito a cancelar contrato com médica

Da Reportagem

O contrato administrativo relacionado à prestação de serviços clínicos envolvendo a médica Yana Fois Coelho Alvarenga, presa por ter participado na execução do prefeito de Colniza, distante a 1.114 quilômetros de Cuiabá, Esvandir Antonio Mendes, deve ser cancelado nos próximos dias. Na segunda-feira (08), o Ministério Público do Estado, notificou o novo prefeito para dar encerramento ao processo.

A morte foi registrada no dia 15 de dezembro do ano passado.

Conforme o documento, antes de ser assassinado, Esvandir informou para o MPE, que não assinaria contrato envolvendo a médica no Legislativo Municipal e, sim convocaria servidores concursados.

Nos autos da Ação Civil, proposta pelo MPE, também já existe uma liminar que proíbe a contratação temporária em detrimento da regra constitucional para realização do concurso público.

A médica participou do concurso, porém, ela foi desclassificada do certame.

CASO - Na decisão do juiz Ricardo Nicolino de Castro, ele afirmou que dois dos acusados de matar o prefeito, passavam por necessidade financeira, e, por isso, toparam cometer o crime.

No documento, o magistrado afirma que Wellison Brito Silva e Zenilton Xavier estavam em uma situação complicada nas finanças, e, por isso, cada um aceitou receber R$ 10 mil.

A informação foi colhida pelo juiz, que também decretou a prisão preventiva da médica Yana Foles Coelho Alvarenga.

Segundo apontaram as investigações, ela e o marido, o empresário Antônio Pereira Rodrigues Neto, contrataram os executores.

Quando morreu, o prefeito conduzia uma Toyota SW4 preta. Ele foi interceptado pelos criminosos, em um veículo SUV, preto, a cerca de sete quilômetros da entrada da cidade. O veículo foi ao encontro da caminhonete, momento que foram efetuados vários disparos contra o prefeito Esvandir que ainda conseguiu dirigir, mas acabou morrendo no perímetro urbano, na BR 174, esquina com a Rua 7 de Setembro. (RA)



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:01 Decreto reduz valores para parcelamento do IPVA
19:00 Dal Bosco vai entregar liderança
18:59 Otaviano Pivetta descarta candidatura em outubro
18:58 Naco investiga Silval com Petrobras
18:57 Salário sai para 65% dos servidores


18:56 Mulher morre e outros dois ficam feridos em colisão
18:56 Quatro são presos por crime ambiental na Guia
18:55 Irmão de sequestrador de empresária é preso com armas
18:54 Encontrado corpo de servidora desaparecida
18:52 Sétima licença de Ledur termina sábado
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018