Sexta feira, 22 de fevereiro de 2019 Edição nº 14892 10/01/2018  










OBRAS DA COPA Anterior | Índice | Próxima

Cinco obras devem ser retomadas

Atualmente, 20 intervenções estão paradas ou atrasada. Com exceção do VLT, promessa é de que todas sejam entregues neste ano

DINALTE MIRANDA/DC
Estrada Parque do Barbado, uma das obras da Copa que ainda não esta concluída
JOANICE DE DEUS
Da Reportagem

Todas as obras de mobilidade urbana e de infraestrutura não concluídas até agora e que faziam parte da Copa do Mundo de 2014 devem ser retomadas, em breve, pelo governo do Estado. E, com exceção do veículo leve sobre trilhos (VLT), todas as intervenções devem ser entregues neste ano. Pelo menos é o que garante o secretário de Estado de Cidades (Secid), Wilson Santos. Atualmente, são 20 paradas ou atrasadas.

Segundo Santos, as próximas obras a serem retomadas são a duplicação e restauração da Avenida Archimedes Pereira Lima ou do Moinho, a Estrada Parque do Barbado, Arena Pantanal, a Trincheira dos Trabalhadores/Jurumirim, todas em Cuiabá, e o Centro de Treinamento Oficial (COT), do Pari, em Várzea Grande.

Das cinco, a mais complicada para destravar é a trincheira Jurumirim. “É a mais complexa por que está judicializada. A empresa já recebeu R$ 50 milhões e quer mais R$ 30 milhões. Nós (governo), não aceitamos pagar mais nada e estamos aguardando a decisão judicial”, disse Santos, durante vistoria à Trincheira Santa Rosa, que está em obra e deve ser finalizada em 90 dias. Os trabalhos estavam sendo tocados pelo Consórcio Sobelltar. Mesmo não concluída, a estrutura chegou a ser inaugurada pelo ex-governador Silval Barbosa.

Outro exemplo é a Archimedes Pereira, mas que já encontra-se com o projeto executivo pronto. “Fizemos todas as sondagens técnicas e sabemos o que vai precisar ser refeito ou não”, informou Santos. Inicialmente orçada em R$ 23,6 milhões, a intervenção em 4,42 quilômetros compreende convênio com a Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco). “O contrato com a Sudeco foi renovado por um ano”, informou. Já na Arena Pantanal restam concluir apenas 2% dos serviços, como é o caso da acessibilidade.

Entre as obras já retomadas ou entregues pelo estado estão, o Complexo Viário do Tijucal e da Feb, retaludamento do Morro do Despraiado, trincheiras Verdão/Santa Isabel e Ciríaco Cândia, iluminação da Avenida Miguel Sutil, restauração de ruas no entorno da Arena Pantanal (lote 1). Em andamento, estão o COT da UFMT, a Trincheira Santa Rosa, Aeroporto Marechal Rondon e a restauração da Avenida Oito de Abril.

VLT – O governo do Estado rompeu o contrato com o Consórcio VLT, no ano passado, e trabalha para lançar edital de licitação para conclusão do VLT, com projeto mais enxuto, ainda neste primeiro semestre do ano. O prazo previsto para conclusão da obra, que já custou mais de R$ 1 bilhão, é de 24 meses.

A operação do novo modal também passará por concorrência pública e a intenção é que o transporte seja operado por meio de parceria público privada (PPP). “Já temos vários grupos internacionais e nacionais interessados. Já demonstraram interesses a CAF, que é espanhola, e francesa Alstom, e outras com expertise no ramo”, comentou.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:01 Decreto reduz valores para parcelamento do IPVA
19:00 Dal Bosco vai entregar liderança
18:59 Otaviano Pivetta descarta candidatura em outubro
18:58 Naco investiga Silval com Petrobras
18:57 Salário sai para 65% dos servidores


18:56 Mulher morre e outros dois ficam feridos em colisão
18:56 Quatro são presos por crime ambiental na Guia
18:55 Irmão de sequestrador de empresária é preso com armas
18:54 Encontrado corpo de servidora desaparecida
18:52 Sétima licença de Ledur termina sábado
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018