Quinta feira, 22 de agosto de 2019 Edição nº 14875 12/12/2017  










SEM ESCALONAMENTOAnterior | Índice | Próxima

Governo paga salário de servidor público

Com aumento na arrecadação nos últimos dias o governo conseguiu pagar os servidores ontem

GCOM
Pedro Taques: “enquanto 12 estados da Federação não pagaram o décimo terceiro nem de 2016, nós estamos em dia”
KAMILA ARRUDA
Da Reportagem

O Governo do Estado surpreendeu e efetuou o pagamento de todo o funcionalismo público ontem, segunda-feira (11). A folha salarial de novembro, a qual é paga neste mês, vem acrescida de 2,18% referente à primeira parcela da Revisão Geral Anual (RGA) de 2017.

A medida, entretanto, só foi possível por conta do aumento da arrecadação nos últimos dias.

De acordo com o governador Pedro Taques um grande devedor do Estado pagou R$ 120 milhões, por meio do Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira).

“Salário não é favor, é direito do servidor. E trabalhamos muito para que isso ocorresse. Fomos pra cima daqueles sonegadores, conseguimos um acordo com uma grande empresa, que já depositou em razão da confiança no nosso Governo e na nossa administração”, disso o tucano.

O Executivo trabalhava com a possibilidade de escalonar os salários novamente caso na conseguisse garantir a entrada de dinheiro novo no caixa do Estado.

Nos últimos dois meses, foi adotada esta medida para quitar a folha de pagamento, sendo que a folha salarial de outubro, a qual é paga em novembro, foi paga em três datas diferentes.

Em 10 de novembro, recebeu quem ganha até R$ 5 mil. Já no dia 14, foi a vez daqueles que ganham entre R$ 5 mil e R$ 10 mil. Por último, em 22 de novembro foi pago salário dos que ganham acima de R$ 10 mil.

“Enquanto 12 estados da Federação não pagaram o décimo terceiro nem de 2016, nós estamos em dia com o décimo terceiro, estamos pagando todo o salário, estamos colocando em dia com a saúde, estamos em dia com o repasse aos municípios, o que prova que nós estamos trabalhando muito para que as contas possam fechar e 2018 seja um ano bem melhor do que 2017”, destacou o governador.

O pagamento da folha líquida do mês de novembro injeta R$ 474,147 milhões na economia mato-grossense. O valor total da folha engloba os salários dos servidores da ativa, inativos, pensionistas.

“Vamos pagar sem atraso. A Constituição Estadual prevê dia 10, que caiu no domingo e vamos estar pagamento hoje, sem qualquer tipo de escalonamento”, garantiu Taques.

O governador colocou que, além dos salários, tem efetuado os pagamentos da área de saúde e mantido em dia o repasse aos municípios. “Estamos trabalhando muito para fechar as contas nesse fim de ano e que 2018 possa ser um ano muito melhor do que 2017”, frisou.

Outra boa notícia para Mato Grosso diz respeito a liberação dos recursos oriundos do Auxílio de Fomento a Exportação (FEX). Conforme o chefe do Executivo Estadual, até o final desta semana entrará nos cofres do Governo cerca de R$ 400 milhões referente a este benefício.

O projeto de liberação dos recursos será votado nesta terça-feira no Senado e seguirá para sanção do presidente Michel Temer (PMDB). “Com o FEX, vamos colocar em dia os repasses da saúde e o pagamento de outros fornecedores do Governo do Estado”, finalizou.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:18 Saúde e Segurança mostram dificuldades
18:49 Maggi critica Governo Bolsonaro
18:49 BOA DISSONANTE
18:48 O ônibus, o sequestro e a segurança
18:47 Reflexões da vida


18:47 Um espetáculo atrás do outro
18:47 A complexidade do saneamento
18:46
18:46 Ingerências preocupantes
18:45 Biógrafo de Roberto Marinho terá que devolver R$ 200 mil à Companhia das Letras
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018