Quarta feira, 13 de dezembro de 2017 Edição nº 14873 07/12/2017  










CASO LEGACYAnterior | Índice | Próxima

Decretada prisão de pilotos americanos

Com a decretação da prisão dos dois pilotos eles devem entrar na lista de procurados da Interpol

ARQUIVO
154 pessoas morreram na queda do Boeing 737 da Gol, em 2006, no norte de Mato Grosso após a colisão com um jato Legacy
ALINE ALMEIDA
Da Reportagem

A Justiça Federal de Mato Grosso determinou a prisão dos pilotos Joseph Lepore e Jan Paul Paladino. Eles pilotavam o jato Legacy que colidiu com o Boeing 737 da Gol na rota do voo 1907 no espaço aéreo brasileiro no dia 29 de setembro de 2006. As aeronaves sobrevoavam a Serra do Cachimbo, norte de Mato Grosso e 154 pessoas morreram no acidente. Com a nova decisão da Justiça Federal, que circulou ontem, é solicitada a inclusão dos nomes dos dois pilotos na lista da Interpol.

O Ministério das Relações Exteriores também foi comunicado para tomar conhecimento acerca dos procedimentos de extradição. Lepore e Paladino foram condenados definitivamente à pena privativa de liberdade de detenção de três anos, um mês e 10 dias em regime aberto pelo cometimento do crime de atentado contra segurança de transporte aéreo.

“Em seguida, com urgência, oficie-se ao Superintendente Regional da Polícia Federal SR/DPF, encaminhando-se cópia autenticada do mandado de prisão, para inclusão do nome do procurado na base de dados da Interpol”, confirma decisão.

Rosane Gutjahr diretora da Associação de Familiares e Amigos das Vítimas do Voo 1907, afirma que a pena ainda é muito branda pela dimensão do crime. Ela frisa ainda que durante esses mais de 11 anos do acidente, os pilotos vem se negando a cumprir as decisões brasileiras.

“A justiça verificou a má-fé e desrespeito a soberania brasileira e agora decidiu colocar na lista da Interpol. É pouco ainda a pena, eles mataram 154 pessoas”, diz Rosane.

A diretora da associação ressalta que desde decisão de última instância datada de outubro do ano passado, a justiça brasileira tem tentado fazer com que os pilotos cumpram as penas. Mas tanto eles como os Estados Unidos vem protelando o assunto. “O mínimo que esperamos é que seja cumprido. Que eles sejam punidos para que não venham outros pilotos de outros países e façam a mesma coisa. Aqui tem gente com sangue na veia, gente de honra e dignidade, não somos penico dos Estados Unidos”, disse.

O acidente ocorreu no dia 29 de setembro de 2006. Os destroços caíram na região do município de Peixoto de Azevedo (692 quilômetros de Cuiabá). As investigações do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) apontaram que o acidente foi causado por conta dos erros cometidos pelos pilotos do Legacy, que voaram com o transponder desligado durante aproximadamente uma hora. Além de deixaram de prestar atenção nos equipamentos do jato. O Cenipa entendeu ainda erro por parte dos controladores de tráfego aéreo, que deixaram as aeronaves em rota de colisão.

As duas aeronaves mantinham a mesma altitude 37.000 pés, e voavam em sentidos opostos. Com o choque, o Boeing se despedaçou no ar e caiu. Já o Legacy, apesar de sofrer danos graves pousou em segurança com seus sete ocupantes não lesionados, na base Aérea do Cachimbo. A aeronave da Gol saiu de Manaus com destino ao Rio de Janeiro e caiu na mata. Todas as pessoas que estavam a bordo morreram. Em abril de 2014, os pilotos do Legacy, Joseph Lepore e Jean Paul Paladino foram condenados a três anos e um mês de prisão pelo em regime aberto por crime culposo. Ambos vivem nos Estados Unidos. A condenação até hoje não é aceita pelos parentes das vítimas.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

· Não irei sorrir nem irei fazer piadas de  - Flávio Benedito de Souza
· Parabens a justiça,muito rápida,doze ano  - mario marcio da costa e silva




19:55 Juiz se declara incompetente para conduzir ação penal
19:55 Assembleia aprova lei orçamentária em 1º turno
19:55 Câmara aprova recriação de Secretaria extraordinária
19:54 FEX deve ser votado hoje no Senado
19:54 Dissidentes do PSB ainda não decidiram para onde vão


19:54 Trabalhos da CPI causa desentendimento entre vereadores
19:53 Lucimar Campos tem 80% de aprovação
19:30 Lei que autoriza fechamento de ruas é aprovada na Câmara
19:30 BOA DISSONANTE
19:29 O paracetamol e os riscos à sua gravidez
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2015