Quarta feira, 13 de dezembro de 2017 Edição nº 14873 07/12/2017  










ROTAS ALTERNATIVASAnterior | Índice | Próxima

Buracos surgem nos caminhos dos desvios

Com o movimento intenso, os congestionamentos têm sido frequentes, um problema que tende se a agravar por conta dos buracos

DINALTE MIRANDA/DC
Com as fortes chuvas e o tráfego intenso, buracos passam a tomar conta das vias nas rotas alternativas
JOANICE DE DEUS
Da Reportagem

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) decidiu pela não implantação do binário, entre as Ruas Iporá e Limeira, no Bairro Itapuã, em Cuiabá. Há um mês, as duas vias vêm sendo utilizadas como rota alternativa pelos motoristas que trafegam pela MT-251, mais conhecida como Rodovia Emanuel Pinheiro.

Atualmente, o tráfego no local é feito em mão dupla ou fluxo contra fluxo. Com o movimento intenso, os congestionamentos têm sido frequentes, um problema que tende se a agravar por conta dos buracos que avançam pelos desvios. Algumas das ruas mais afetadas com a deterioração asfáltica estão a Iporá, recém pavimentada, e a Rua”1” (principal), no Residencial Paiaguás, onde há vários pontos destruídos.

Como as vias são bastante estreitas, os motoristas e motociclistas sequer conseguem desviar dos. Por lá, uma simples manobra, como uma conversão à esquerda ou à direita, tornou-se uma tarefa complicada para muitos condutores, especialmente, quando se trata de veículos maiores, como ônibus e caminhões.

Para amenizar os transtornos, a possibilidade de implantação do binário chegou a ser avaliada pela Semob, em novembro passado. Contudo, segundo a assessoria de imprensa do órgão municipal, ficou constatado que a mudança irá prejudicar os usuários do transporte público.

“Então, a Semob optou por manter tanto a Iporá como a Limeira, que estão fluindo, como mão dupla. Também está no cronograma e elas serão sinalizadas”, informou. A reportagem do Diário não conseguiu da administração municipal uma posição sobre possível serviço de tapa-buraco na região.

Os desvios foram implantados no fim de outubro passado pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) por conta da interdição para construção de uma trincheira na rotatória que dá acesso à MT-251 e a MT-010, a Rodovia Helder Cândia, que liga a capital ao Distrito da Guia. O bloqueio deve durar um ano.

A trincheira terá 365 metros de comprimento, com 7.311 m², no entroncamento da “Estrada da Guia” com a "Estrada da Chapada". A obra tem o objetivo de desafogar o trânsito no local, que é uma das principais saídas da capital para a região Norte do estado. Neste caso, o investimento é de mais de R$ 25 milhões, com previsão de entrega também para o final de 2018. Os recursos são do Pró-Turismo, programa gerido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec).

Paralelamente, está em andamento a duplicação dos 4,9 quilômetros entre Cuiabá e o trevo de acesso ao rodoanel e a proposta é que a pista ganhe uma concepção moderna de engenharia, com previsão de construção de rotatórias e uma ciclovia no canteiro central. Os recursos investidos são oriundos da Contribuição de Intervenção no Domínio Público (CIDE), do Governo Federal. O trecho da MT-251, entre a rotatória até a Fundação Bradesco, também está em duplicação.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:55 Juiz se declara incompetente para conduzir ação penal
19:55 Assembleia aprova lei orçamentária em 1º turno
19:55 Câmara aprova recriação de Secretaria extraordinária
19:54 FEX deve ser votado hoje no Senado
19:54 Dissidentes do PSB ainda não decidiram para onde vão


19:54 Trabalhos da CPI causa desentendimento entre vereadores
19:53 Lucimar Campos tem 80% de aprovação
19:30 Lei que autoriza fechamento de ruas é aprovada na Câmara
19:30 BOA DISSONANTE
19:29 O paracetamol e os riscos à sua gravidez
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2015