Sábado, 18 de novembro de 2017 Edição nº 14858 14/11/2017  










ENEMAnterior | Índice | Próxima

Segundo dia tem 38,1% de abstenções em MT

No último dia do Enem, os candidatos resolveram as provas de matemática e ciências da natureza

DINALTE MIRANDA/DC
Prova do segundo dia do Enem exige mais conteúdo; 1,1 milhão de alunos faltam no país
JOANICE DE DEUS
Da Reportagem

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) terminou, neste último domingo (12), com aumento no número de ausentes, em Mato Grosso. No Estado, 38,1% dos 126.215 inscritos faltaram no segundo dia da prova. Na primeira etapa do teste, realizada no último dia 05, o percentual de ausência foi de 34,6%. No país, do total de 6.731.344 inscritos, 68% compareceram. A abstenção foi de 32% no segundo domingo e de 29,8%, no primeiro.

No último dia do Enem, os candidatos resolveram as provas de matemática e ciências da natureza (química, física e biologia). No domingo passado (5) foram aplicadas as provas de redação, linguagens e ciências humanas. Esta foi a primeira vez que o Enem foi aplicado em dois domingos consecutivos.

Em todo país, conforme o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), um total de 853 candidatos foram eliminados nos dois dias de prova, sendo 273 no primeiro dia e 580 no segundo dia. A maioria foi eliminada por descumprimento de regras do edital (842), nove por terem sido identificadas irregularidades nos detectores de metais e dois por recusa do dado biométrico.

O gabarito oficial do teste será divulgado até a próxima quinta-feira (16) no portal do Inep e no aplicativo do Enem. Já o boletim de desempenho, que traz as notas individuais dos participantes, está previsto para ser disponibilizado só em 19 de janeiro do próximo ano.

Com o resultado do Enem, os inscritos podem usar a nota em processos seletivos para vagas no ensino público superior, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas de estudo em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

O exame deste ano também marca o fim do atendimento específico para sabatistas, da certificação do ensino médio e da divulgação do “Enem por Escola”. Também são novos o atendimento específico para outra condição especial e a videoprova traduzida em libras.

Além disso, conforme informações do Inep, os participantes que tiveram isenção do pagamento da taxa de inscrição este ano e não compareceram para as provas precisam justificar a ausência com um documento oficial. A justificativa será realizada no período de inscrições de 2018. Quem não tiver justificativa para a ausência e se enquadrar nos critérios de isenção não terá direito ao benefício no futuro. A exceção são os concluintes do ensino médio na rede pública,

Já a inscrição para o exame de 2018 será gratuita para todos os candidatos que forem aprovados no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), que será aplicado no próximo domingo (19).

PROVA - O segundo dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), impôs um nível de dificuldade maior aos alunos. Especialistas apontaram que houve pouco tempo para os exercícios de Exatas, considerados trabalhosos, e destacaram a exigência de que os candidatos tivessem conhecimento de conteúdo específico - resolver no "improviso" não funcionou.

“Pelo que nós deduzimos, o nível da parte de Exatas aumentou. Acho que a seleção será mais rígida. Os primeiros 'Enems' eram bem mais fáceis. Hoje é prova que exige conhecimento do conteúdo programático de Física, Biologia, Química. Não é mais só leitura", diz Nelson Dutra, coordenador pedagógico do curso e Colégio Objetivo.

O professor de Matemática da plataforma de educação online SAS Thiago Pacífico acredita que a prova deste ano foi a mais difícil de todas as edições. "Alguns assuntos, como trigonometria e logaritmo fizeram o aluno perder muito tempo."

O professor de Biologia da SAS Flávio Landin reclamou do número de questões relacionados à disciplina. Ele destacou que a prova estava mais "conteudista", exigindo dos alunos conhecimentos "bastante específicos" para garantir boa nota. "A prova do Enem tem fama de ser mais fácil do que os outros vestibulares. Acham que só saber interpretar texto já é suficiente. Mas nos últimos anos o exame tem trazido conteúdos muito complicados", diz.

O professor de Química do Descomplica, Allan Rodrigues, corrobora a visão do colega. Para ele, a prova veio excepcionalmente complexa. Ele destacou uma questão que abordou cromatografia, tema quase sempre visto só no ensino superior. "Tinha uma questão sobre eletroquímica que ocupava uma página inteira e seria impossível de resolver em três minutos. Eu mesmo demorei para resolver. O aluno certamente só de olhar já ficava impactado."

Para o professor de Física Vasco Vasconcelos, do SAS, faltou tempo para resolver todas as questões. "Principalmente em Física há mais questões com textos e exemplos, que nem sempre são fundamentais para responder ao problema."

Nicolas Yudi Dutra, de 18 anos, aluno do 3.º ano, fez a prova pela primeira vez e o maior desafio foi Física. "Os enunciados estavam muito difíceis." Já Vitória Dalbon, de 17 anos, faz faculdade de Pedagogia e reclamou do conteúdo. "Caíram coisas que não são ensinadas nas escolas públicas."

O ministro da Educação, Mendonça Filho, classificou o Enem de 2017 como um dos mais tranquilos da história da prova. E falou em "sucesso total" na aplicação do exame em dois domingos. "Houve pouquíssimas ocorrências."



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:19 Estado consulta União sobre prazo
19:19 Aliados de prefeito confirmados em CPI
19:18 Ferramenta permitirá cidadão controlar gastos públicos
19:18 Inquérito de conselheiros do TCE vai para o STJ
19:18 Estado economizou R$ 1 bilhão em gastos


19:17 Dinheiro do FEX pode atrasar, diz Wellington Fagundes
19:17 Governo estuda ‘revender’ dívida
19:09 Bosaipo é condenado a 18 anos
19:09 BOA DISSONANTE
19:08 Família: a construção da vida
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2015