Domingo, 18 de agosto de 2019 Edição nº 14820 15/09/2017  










MARTINELLO Anterior | Índice | Próxima

Dupla armada invade loja e faz reféns

Por duas horas, cerca de 15 pessoas foram mantidas como refém na loja de eletrodomésticos Martinello, localizada no bairro CPA I

DINALTE MIRANDA/DC
Clientes e funcionários que estavam na loja de eletrodomésticos Martinello, no bairro CPA I, ficaram duas horas como reféns
RAYANE ALVES
Da Reportagem

Ao menos 15 pessoas entre clientes e funcionários que estavam na loja de eletrodomésticos Martinello, localizada no bairro CPA I, em Cuiabá, foram mantidas como reféns por quase duas horas na tarde de ontem.

De acordo com informações do comandante da Polícia Militar, Wendel, dois suspeitos armados invadiram a loja às 15h45 e anunciaram o assalto. Eles exigiram que todos fossem para o segundo andar e não olhassem para o rosto dele enquanto arrombassem o cofre.

Os criminosos também exigiram que os reféns entregassem dinheiro, anéis, alianças, pulseiras de ouro, celulares e ainda não tentassem acionar a Policia Militar.

No entanto, no momento da ação dos bandidos, uma viatura parou no local ao perceber uma situação estranha dentro da loja. Outras viaturas da PM, Batalhão de Operações Especiais (Bope), helicóptero Águia 03 e os policiais do Centro Integrado de Operações Áreas (Ciopaer) também ajudaram nas negociações.

Para se entregar, a dupla exigiu presença da imprensa, dos advogados e ainda colete a prova de bala. Depois de algumas horas, os criminosos foram liberando uma a uma das vítimas.

Muitos saíram da loja nervosos e em prantos de choro. O local foi isolado para que os curiosos não se aproximassem do local.

“Apesar de a dupla ter efetuado quatro disparos na parede não houve feridos. A ação deles foi porque estavam nervosos. Mas, conseguimos retirar todas as vítimas seguras e os bandidos também foram encaminhados ao Cisc Planalto sem nenhum ferimento ou lesão corporal”, disse o comandante.

O funcionário público Jaime Augusto foi uma das vítimas dos criminosos. Ele contou a reportagem que estava com a esposa dentro da loja para comprar um fogão. O casal estava próximo à porta de entrada da loja e percebeu quando a dupla entrou no local.

“Tentamos, mas não teve como a gente escapar de dentro da loja. Os dois estavam furiosos e agressivos disse inclusive que se alguém olhasse para eles ou tentassem reagir eles estavam armados e matariam sem piedade”, finalizou Augusto.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:56 Gaeco prende militar acusado de tentar vender informações
18:55 Pedro Taques reafirma que irá concluir a obra
18:55 Neurilan Fraga pede norma para Lei Kandir
18:55 MPE defende afastamento de prefeito
18:54 Gilmar Fabris é preso e afastado da AL


18:44 Conab realiza novos leilões no Estado
18:42 Potencial é oportunidade de renda
18:42 Incertezas junto sobre a JBS voltam atingir mercado
18:41 Plantio autorizado a partir de hoje
18:41 Preços retomam patamar de ‘entressafra’
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018