Sábado, 23 de fevereiro de 2019 Edição nº 14820 15/09/2017  










CÂNCER/ÚTERO Anterior | Índice | Próxima

Doença pode ser facilmente evitada, afirma Oncoguia

Da Assessoria

O câncer do colo do útero é uma doença que poderia ser facilmente evitada. Existem hoje importantes tecnologias que podem ajudar a identificar precocemente sinais pré-cancerígenos, como o exame Papanicolaou, que faz uma raspagem do colo do útero. Há também a vacina contra o HPV, que ajuda a evitar esse vírus que pode ser o precursor do câncer do colo do útero.

No entanto, no Brasil, esse é o terceiro tumor mais frequente na população feminina, perdendo apenas para o câncer de mama e colorretal. Entre os que acometem exclusivamente a população feminina, é o segundo mais recorrente. É a quarta causa de morte por câncer mais prevalente entre as mulheres, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Houve avanços na luta contra o câncer de colo de útero nas últimas décadas, como a conquista da disponibilização da vacina para meninas e meninos no SUS, mas infelizmente dados do próprio INCA apontam que, ainda hoje, 44% dos casos são descobertos já na fase invasiva. “Isso é um absurdo e não deveria acontecer”, diz Luciana Holtz, presidente do Instituto Oncoguia. Desconsiderando os tumores de pele não-melanoma, o câncer do colo do útero é o primeiro mais incidente na região Norte. Nas regiões Centro-Oeste e Nordeste ocupa a segunda posição mais frequente, na região Sudeste a terceira e na região Sul a quarta posição.

Com base nas armas que existem hoje para lutar contra a doença, seria facilmente possível evitá-la por completo, fato que é observado em países mais desenvolvidos. Mas ainda há muito o que fazer. No mundo, 529 mil novos casos de câncer do colo uterino são registrados anualmente. A doença também é responsável por 275 mil mortes todos os anos. Cerca de 88% das mortes acontecem em países de baixa e média renda. No Brasil, são estimados mais de 16 mil novos casos e mais de 5 mil mortes decorrentes da doença em 2017, ainda segundo o Inca. A maior parte dos casos no Brasil acontecem na região Norte, com 24 casos a cada 100 mil habitantes. Depois, vem o Centro-Oeste, o Nordeste, o Sudeste e o Sul, respectivamente. Os estados com maior número de casos são Amazonas, Amapá, Acre, Maranhão e Pará.

Para tentar reverter esse cenário, o Instituto Oncoguia está lançando uma campanha com o objetivo de informar a população que tomar a vacina contra o HPV e realizar o Papanicolaou são formas de prevenir o câncer do colo do útero. A campanha traz o conceito “Se dê Colo”, no qual chama a atenção das mulheres entre 25 a 64 anos para o fato de que fazer o exame do Papanicolaou é um cuidado que ela pode, e deve, ter consigo. A campanha também trabalha o incentivo à vacina contra o HPV, usando o mote “Dê Colo”. O intuito é conscientizar os pais para levar suas filhas de 9 a 14 anos e seus filhos de 11 a 14 anos para tomarem a vacina contra o HPV. “A mulher é protagonista da sua vida. Estamos informando e empoderando-as para que elas tomem a rédea da sua saúde, sua e dos seus filhos, e que saibam que estão, sim, prevenindo o câncer do colo de útero”, explica Luciana.

SOBRE O INSTITUTO

O Instituto Oncoguia é uma associação civil sem fins lucrativos fundada em 2009. Tem como missão ajudar o paciente com câncer a viver melhor por meio de ações de educação, conscientização, apoio e defesa dos direitos dos pacientes.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:56 Gaeco prende militar acusado de tentar vender informações
18:55 Pedro Taques reafirma que irá concluir a obra
18:55 MPE defende afastamento de prefeito
18:55 Neurilan Fraga pede norma para Lei Kandir
18:54 Gilmar Fabris é preso e afastado da AL


18:44 Conab realiza novos leilões no Estado
18:42 Potencial é oportunidade de renda
18:42 Incertezas junto sobre a JBS voltam atingir mercado
18:41 Plantio autorizado a partir de hoje
18:41 Preços retomam patamar de ‘entressafra’
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018