Quarta feira, 24 de janeiro de 2018 Edição nº 14819 14/09/2017  










Anterior | Índice | Próxima

Depois da delação de Silval deputados voltam à Assembleia

Da Reportagem

Após sumirem por algumas sessões após a divulgação dos vídeos e áudios que constam nas delações do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), de seus familiares e do seu ex-chefe de gabinete Silvio Corrêa, e que comprometem 15 dos 24 deputados estaduais, os parlamentares voltaram a comparecer no plenário da Assembleia Legislativa (ALMT) para apreciações das matérias.

O retorno aos trabalhos ocorreu após um apelo do presidente do Legislativo, Eduardo Botelho (PSB), ter solicitado de um por um para que não deixasse com que a delação “monstruosa” de Silval, atrapalhasse os trabalhos legislativos.

Botelho chegou a afirmar que os parlamentares teriam ficado "deprimidos" ao verem os vídeos, em que recebem maços de dinheiro, serem exibidos em rede nacional. Porém, ele "conclamou" todos para que as discussões sobre a PEC do Teto, reforma tributária e Lei Orçamentária Anual de 2018 (LOA), iniciasse ainda esta semana.

Na terça e quarta, a sessão conseguiu reunir 19 parlamentares para o início das apreciações das matérias agendadas para esta semana. Os deputados limparam a pauta prevista na Ordem do Dia com a votação de projetos de resolução, requerimentos, indicações e de projetos de lei em primeira e segunda votação.

Durante a sessão, dez projetos de resolução (PR) foram aprovados para a concessão de títulos para pessoas que com trabalhos relevantes no estado.

Em votação, foram apreciados oito projetos de lei (PL), dos quais dois foram aprovados, cinco arquivados e um foi retirado de pauta pelo presidente para que pudesse ser avaliado pela consultoria jurídica da Mesa Diretora. (PR)



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:39 Investidores pedem 'sem parar' que seja candidato, diz Meirelles
19:38 PF monitora manifestações hoje na Justiça Federal
19:37 Ex-presidente é julgado hoje no TRF-4
19:18 Ministério Público cobra pagamento dos atrasados
19:17 PGR pede desmembramento de parte do processo de conselheiros


19:17 Governo repassa R$ 36 mi para Tribunal de Justiça
19:16 Indicado os 4 deputados da base falta um da oposição
19:16 Justiça proíbe Estado de romper contrato
19:14
18:39 Traficantes são presos em tabacaria
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2015