Sábado, 18 de novembro de 2017 Edição nº 14818 13/09/2017  










Anterior | Índice | Próxima

Novo áudio complica vida de deputados

Da Reportagem

Um áudio entregue pelo empresário Rodrigo Barbosa a Procuradoria Geral da República (PGR) revela uma reunião entre ele, o seu tio Antônio Barbosa e os deputados Romoaldo Júnior (PMDB) e Wagner Ramos (PSD) para tratar da aprovação das contas do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) mediante pagamento de propina.

O encontro teria ocorrido dentro de uma caminhonete no estacionamento da Assembleia Legislativa no ano de 2015. O assunto era a propina que seria paga a Wagner Ramos. Na época, o social democrata era o relator da Comissão de Fiscalização e Orçamento da Assembleia, que aprovou as contas do ex-gestor do exercício de 2014.

A negociação foi feita no período em que Silval estava recolhido no Centro de Custódia de Cuiabá (CCC). Romoaldo era quem estava intermediando a negociação entre o seu colega de parlamento e o filho e irmão de Silval, tanto que Wagner Ramos só aparece no final da gravação, após ter sido chamado.

Além disso, no áudio ele diz que está organizando "tudo" e que Rodrigo precisaria apenas "clarear" para Wagner Ramos. “Não Brinque com isso não. Essas contas precisam ser aprovadas pra tudo”, disse Romoaldo a Antônio Barbosa, que respondeu não saber da onde iria tirar o dinheiro.

O áudio ainda revela que o peemedebista estava com medo de ser preso. “Fui para Alta Floresta consegui arrumar lá um dinheiro para eu pagar um advogado de Brasília, senão eu fico inelegível e se eu ficar inelegível eu vou parar lá no CCC”, disse o parlamentar.

Conforme a delação de Rodrigo Babosa, ele e seu tio fizeram pagamentos de R$ 250 mil ao deputado Wagner Ramos, além de R$ 200 mil para Silvano Amaral (PMDB) e José Domingos Fraga (PSD).

O médico também entregou a justiça conversa de WhatsApp ocorrida meses depois de Ramos dizendo estar desconfiado de que Antônio Barbosa havia gravado a conversa. (KA)



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:19 Estado consulta União sobre prazo
19:19 Aliados de prefeito confirmados em CPI
19:18 Ferramenta permitirá cidadão controlar gastos públicos
19:18 Inquérito de conselheiros do TCE vai para o STJ
19:18 Estado economizou R$ 1 bilhão em gastos


19:17 Dinheiro do FEX pode atrasar, diz Wellington Fagundes
19:17 Governo estuda ‘revender’ dívida
19:09 Bosaipo é condenado a 18 anos
19:09 BOA DISSONANTE
19:08 Família: a construção da vida
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2015