Segunda feira, 19 de agosto de 2019 Edição nº 14814 05/09/2017  










ETANOLAnterior | Índice | Próxima

MT abre setembro com menor preço médio

Da Agência Estado - Ribeirão Preto

Os preços do etanol hidratado nos postos brasileiros subiram em 16 Estados brasileiros e no Distrito Federal na semana passada, segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Outras nove unidades da federação registraram queda. A ANP segue sem divulgar os valores nos postos do Amapá.

Mesmo com as altas registradas, o menor preço médio estadual foi registrado em Mato Grosso, R$ 2,412 o litro, e o maior preço médio foi verificado em Roraima, de R$ 3,73 o litro. No Brasil, o preço mínimo registrado na semana para o etanol em um posto foi de R$ 2,08 o litro, em São Paulo, e o máximo individual foi de R$ 4,21 o litro, no Rio Grande do Sul.

Em São Paulo, principal Estado produtor e consumidor, a cotação média do hidratado aumentou 1,75% na semana passada, de R$ 2,403 para R$ 2,445 o litro. No período de um mês, os preços do combustível subiram 2,69% nos postos paulistas. O maior aumento combustível na semana passada, de 3,61% foi em Roraima.

A maior queda semanal, de 4,04%, ocorreu em Goiás, seguido pelo Rio de Janeiro, com recuo médio de 2,34%. Na média dos postos brasileiros pesquisados pela ANP, houve alta de 0,69% no preço do etanol na semana passada.

No período de um mês, os preços do etanol baixaram em 10 Estados, destaque para Goiás, com queda de 6,90% e Bahia, com recuo de 5,85%. Os maiores aumentos mensais foram em São Paulo, de 2,69%, e Pernambuco, de 2,33%. Na média brasileira, o preço do médio do etanol nos postos brasileiros pesquisados pela ANP acumulou aumento de 0,89% no período de um mês.

COMPETITIVIDADE - Os preços médios do etanol hidratado seguiram competitivos com os da gasolina em São Paulo, Mato Grosso, Goiás e Minas Gerais, segundo dados da ANP, compilados pelo AE-Taxas. O levantamento considera que o combustível de cana, por ter menor poder calorífico, tenha um preço limite de 70% do derivado de petróleo nos postos para ser considerado vantajoso.

Em Mato Grosso, onde o etanol está mais competitivo, o combustível é vendido em média por 62,60% do preço da gasolina. Em São Paulo a paridade está em 68,35%, em Minas Gerais o etanol custa, em média, 69,04% do preço da gasolina e em Goiás a paridade é de 67,90%.

A gasolina segue mais vantajosa principalmente em Roraima. Naquele Estado, onde não há fabricação de álcool e há uma dificuldade logística para o recebimento do combustível das regiões produtores, o preço do etanol custa 0,59% mais caro que o cobrado em média pela gasolina.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:03 Juiz prevê "prisão em massa" de membros do MPE
17:02 Os eternos donos do poder
17:02 Digital influencer
17:02 O STF e o combate ao crime organizado
17:01


17:01 Sinais de alerta na economia
17:00 Exposição em Paris transforma inteligência verde da floresta em arte
16:59 Gustavo Mioto planeja novo DVD no local de seu 1º show no Nordeste
16:59 Dupla sertaneja Diego e Victor Hugo tenta se firmar com músicas românticas
16:58 Número de discos vendidos por João Gilberto é nebuloso e trava processo milionário
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018