Quinta feira, 21 de fevereiro de 2019 Edição nº 14805 23/08/2017  










BRUTALIDADEAnterior | Índice | Próxima

Mãe e filha são assassinadas a facadas

Crime brutal aconteceu no CPA II, companheiro da vítima confessou o duplo homicídio e já esta preso

POLICIA
Instante em que os policiais prendem o assassino da mãe e filha no bairro CPA II
RAYANE ALVES
Da Reportagem

Mais um crime brutal entrou para a lista de casos monstruosos na madrugada de ontem no bairro CPA II, em Cuiabá. Mãe e filha foram assassinadas a facadas e marteladas por Jhoni Marcondes, 41 anos, assassino confesso da esposa Adriana Aparecida Siqueira, 41 anos e a filha dela Andreza Siqueira de 19 anos.

De acordo com informações do 3º Batalhão da Polícia Militar, o duplo homicídio foi registrado depois que Adriana e Jhoni brigaram. O casal morava junto há alguns meses e diariamente discutiam porque Jhoni sentia ciúmes da companheira em tudo que ela fazia.

Porém, ontem ao ver a mãe sofrendo por causas da briga com o padrasto, a jovem acabou interferindo na discussão e foi golpeada com várias facadas. Depois de ver a filha ensanguentada, Adriana foi para cima do marido e também foi esfaqueada. Não contente apenas com as facadas, o homem ainda feriu as vítimas com algumas marteladas.

Na tarde de ontem, após ser preso, Jhoni contou aos policiais que é soropositivo e teria ainda estuprado a mulher antes de mata-la a golpes de faca e marteladas na cabeça. Já sobre a morte da estudante, o assassino confesso não quis comentar.

Segundo a polícia, O rosto da jovem ficou completamente desfigurado, mas Adriana acabou morrendo primeiro que a filha em outro cômodo da casa. As duas não tiveram chances de serem socorridas.

Os corpos foram localizados na manhã de ontem com a ajuda do cunhado de uma das vítimas, que pediu para os policiais arrombarem a porta, já que depois da gritaria nenhuma das mulheres haviam sido vistas. Ao entrar na casa, um dos corpos estava enrolado em um lençol.

Depois do crime, Jhoni ficou preocupado e ligou para um amigo para contar o que havia acontecido. Por telefone, ele falou que tinha cometido “uma grande besteira”.

Então, o amigo ligou na delegacia e informou sobre a ligação. Logo em seguida, uma equipe da Polícia Militar foi encaminhada até o endereço informado para constatar o que de fato tinha acontecido.

No local, os policiais encontraram os cadáveres na sala da residência e as buscas por Jhoni começaram.

Foram sete horas de procura até a Polícia Militar conseguir prender o responsável pelo crime. Segundo informações das testemunhas, que ligaram na Central de Flagrantes para denunciar o paradeiro de Jhoni, ele andava no bairro quando foi cercado pela polícia e preso.

No momento da prisão, os moradores estavam enfurecidos e revoltados com a situação do crime. Todos clamavam por “Justiça” e que o assassino confesso deveria pagar na cadeia por todos os crimes que cometeu.

Além do duplo homicídio, Jhoni ainda pretendia matar o filho da vítima, que também mora no mesmo bairro. O adolescente de apenas 12 anos estava escondido na casa de uma tia, porque o assassino o jurou de morte porque ele denunciou à polícia uma tentativa de estupro.

Mas, os policiais conseguiram chegar até o criminoso com ajuda dos moradores e impediram outra tragédia.

Jhoni já tem passagens por estupro, homicídio e violência doméstica.

CENA DO CRIME - Na casa, havia muito sangue no colchão, chão e nas paredes do quarto onde a jovem dormia. Já no outro quarto foi encontrado embaixo da cama o corpo da mulher do suspeito, que estava com várias perfurações de faca.

O caso deve ser investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:10 MP quer que Selma continue em processo contra Faiad
19:10 TJ nega liminar que impedia transferência de militares
19:09 Vereador diz que 13º salário agora é algo inoportuno
19:09 Cinco aeroportos de MT serão privatizados
19:09 Líder do Governo questiona delação de Silval Barbosa


19:08 PEC do Teto dos Gastos chega a Assembleia
19:07 Novo acesso às contas vai beneficiar 8 mi de pessoas
19:07 Recuperação será vista no emprego, diz Meirelles
19:06 Devoluções recuam em julho no Estado
19:06 Com inflação baixa, mercado fala em Selic na casa dos 6%
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018