Domingo, 20 de agosto de 2017 Edição nº 14798 12/08/2017  










JUSTIÇA COM AS PRÓPRIAS MÃOSAnterior | Índice | Próxima

Comando Vermelho se espalha em Cuiabá

Sociólogo explica expansão de facção criminosa em bairros de Cuiabá, com o apoio da população


Vídeo de jovens infratores agredidos por membros do Comando Vermelho
RAYANE ALVES
Da Reportagem

A falta de respostas das autoridades policiais quanto aos crimes de roubos, furtos e violências faz com que a população aplauda de pé as ações realizadas nos últimos dias pelo Comando Vermelho (CV). É a chamada “Justiça feita pelas próprias mãos”, conforme avaliação do professor e sociólogo Naldson Ramos, membro do Núcleo de Violência e Cidadania da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

De acordo com o sociólogo, o famoso “salve porque fiz feio na quebrada” não é apenas uma forma de demonstrar que alguns bairros estão sendo protegidos pela facção criminosa, mas também um jeito de intimidar os adversários que não se pode brincar com o Comando Vermelho.

“Apesar de ser feita pelas próprias mãos é uma demonstração de segurança à população. E, isso gera carisma dos moradores aos membros do comando. Agora, não podemos nos esquecer de que isso também é crime e traz insegurança e impunidade, pois nem mesmo as autoridades policiais são capazes de parar com essas ações”, afirmou.

Segundo o sociólogo, a população carcerária em Mato Grosso já está em crise há muito tempo. A situação também não está diferente de outros estados que têm divulgado a superlotação e não desenvolvem ações para acabar com a criminalidade e reabilitar as pessoas.

“O Estado não tem controle. A Polícia Militar deveria atuar com um trabalho de inteligência fora e dentro dos presídios para articular quem são as cabeças das facções criminosas e também de outras quadrilhas que praticam crimes em Cuiabá e em Várzea Grande. A responsabilidade de prender e dar lição em bandido são da segurança. Porém, o Estado está sendo incapaz de dar autoconfiança para aqueles que pagam os impostos”, defendeu.

Nesta semana, três jovens foram espancados por supostos membros do Comando Vermelho porque teriam cometido roubos e furtos em alguns bairros da Grande Cuiabá.

As agressões foram filmadas e circularam nas redes sociais. Os motivos seriam porque a organização criminosa considera “proibido” os bairros onde foram registrados os crimes.

No vídeo encaminhado para vários grupos do Whatsapp, os membros do Comando Vermelho mandam que os rapazes fiquem de joelho e segurem um folheto escrito: “Tô levando um salve porque fiz feio na quebrada (sic)”.

Após segurar o papel, o jovem começa a ser agredidos com um pedaço de madeira. Não contente com a surra, os membros do Comando Vermelho ainda comentam que é para os jovens falarem que os próximos seriam “Clovão e Tom”.

Depois disso, o outro jovem é agredido com pauladas na costela e no abdômen.

Casos - Esse é o terceiro caso envolvendo crimes supostamente ligados ao Comando Vermelho, nesta semana.

Na quarta-feira (9), o corpo de um taxista de 34 anos foi encontrado em um terreno abandonado, na região de Barreiro Branco, na zona rural de Cuiabá.

Um vídeo do momento da execução foi feito pelos criminosos, que se diziam pertencer ao CV, e enviado para os familiares da vítima.

"Aqui é vermelhão. Missão cumprida, é assim que 'nós faz'", diz a voz de um homem.

O outro caso aconteceu no mesmo dia, porém por volta das 22h, quando um homem foi sequestrado por engano e levado para um galpão, onde foi mantido refém e torturado.

Também neste caso, os agressores diziam ser membros da organização criminosa.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:39 STF obriga tribunais a divulgarem folha
19:39 Nos EUA, prefeito busca recursos para Cuiabá
19:38 Fux homologa deleção de filho e homem de confiança de Silval
19:38 Selma autoriza compartilhamento de provas
19:37 Paulo Taques acusa Perri por perícia indevida em celular


19:37 Presidente da Caixa diz que quer Ajudar para retomada da obra
19:37 TJ manda 2 coronéis para prisão domiciliar
19:01 Cuiabanos reduzem intenção em agosto
19:01 Maggi nega a prática de dumping
19:01 Inscrições ao prêmio Famato terminam na próxima semana
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2015