Domingo, 21 de abril de 2019 Edição nº 14795 09/08/2017  










PARQUE RICARDO FRANCOAnterior | Índice | Próxima

Fogo diminui e consome 2% do parque

JOANICE DE DEUS
Da Reportagem

Equipes de combate conseguiram, na última segunda-feira, extinguir a principal frente do incêndio florestal que atinge o Parque Serra Ricardo Franco, que fica no município de Vila Bela da Santíssima Trindade (520 quilômetros, ao Oeste de Cuiabá). Porém, o fogo progride em direção aos paredões e às fazendas localizadas na região.

Até ontem, aproximadamente 7 mil hectares da área já haviam sido destruídos, o que corresponde a 2% da unidade de conservação. “O combate (ante) ontem foi efetivo, pois realmente a área extinta não teve reignição. Essa extinção protegeu a nascente das cachoeiras do Jatobá e dos Namorados, principais pontos turísticos do parque, além de toda a extensão norte da unidade, evitando que o incêndio impactasse mais de 95% do parque”, informou o comandante do Batalhão de Emergências Ambientais (BEA), tenente-coronel Paulo Barroso.

Conforme Barroso, a região dos paredões é bastante íngreme (até 90º). Para debelar totalmente as chamas, ainda ontem, as equipes iniciaram o serviço de monitoramento aéreo e acompanhamento da linha de fogo que desce a serra. “Os BMs ficaram de prontidão juntamente com os fazendeiros preparando uma linha de defesa (aceiros) para enfrentar e extinguir o incêndio florestal por completo”.

O combate é feito desde a última sexta-feira (04) por 18 bombeiros militares e civis, que contam com o suporte de duas aeronaves do tipo “air tractor” do Corpo de Bombeiros e o helicóptero do Ciopaer, além de quatro caminhonetes. Até o momento, já foram lançados 60 mil litros de água contra as chamas.

Vale lembrar que o período restritivo ao uso do fogo para limpeza e manejo de áreas rurais e segue até o dia 30 de setembro, podendo ser prorrogado em razão das condições climáticas. Para quem desrespeitar a proibição, o crime possui pena de seis meses a quatro anos de prisão, com autuações que podem variar entre R$ 7,5 mil e R$ 1 mil (pastagem e agricultura) por hectare.

Nas áreas urbanas, promover queimada é crime o ano inteiro. As denúncias podem ser feitas na ouvidoria da Sema, pelo 0800 65 3838, no 193 do Corpo de Bombeiros ou diretamente nas secretarias municipais de Meio Ambiente.

O Parque Estadual Serra de Ricardo Franco possui 158 mil hectares, abriga um dos mais ricos ecossistemas do estado, com áreas de transição entre a Amazônia, Cerrado e o Pantanal, concentrando alto grau de diversidade biológica e é um dos maiores e mais ricos potenciais turísticos de Mato Grosso.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




20:14 A reforma da Previdência
20:13 Benefícios fiscais: concessão e requisitos
20:11 Quadro de instabilidade
20:10
20:06 Miss Brasil pode não ser realizado em 2020 por falta de acordo entre Polishop e Band


20:06 Segunda temporada da série de comédia "Samantha!", com Emanuelle Araújo, chega hoje à Netflix
20:05 Maisa estreia talk show inspirada em Hebe
20:05 Programa Mais Você estreia nova competição culinária com amadores copiando chefs famosos
20:04 Tributo ao Rei: Nando Reis lança disco que recupera músicas menos conhecidas de Roberto Carlos
20:03 Ministro chama de mordaça censura a sites
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018