Segunda feira, 20 de novembro de 2017 Edição nº 14777 15/07/2017  










53ª EXPOAGROAnterior | Índice | Próxima

Painel sobre logística encerra circuito de debates do Fórum das Cadeias Produtivas

Da Redação

Criadores e produtores rurais se reuniram ontem, no Parque de Exposições Jonas Pinheiro, em Cuiabá, para debater um dos principais assuntos pertinentes ao agronegócio: a logística. O painel “Logística de Mato Grosso – Gargalos e Oportunidades” foi realizado no último dia do 2º Fórum das Cadeias Produtivas, que aconteceu durante a 53ª Exposição Agropecuária de Cuiabá (Expoagro), de 10 a 14 de julho. A programação da Feira segue amanhã.

O evento foi aberto pelo presidente do Sindicato Rural de Cuiabá (SRC), Jorge Pires, que ressaltou a importância de se discutir os investimentos e gargalos da logística. “No setor agropecuário, nosso principal problema é o da porteira para fora, que é a infraestrutura. Este painel é de suma importância, pois a logística é que garante que nossa qualidade e excelência da porteira para dentro chegue à mesa do consumidor, seja no mercado interno ou no internacional”, destacou Jorge Pires.

O diretor-executivo do Movimento Pró-Logística, Edeon Vaz Ferreira, explica que a conjuntura da logística do Brasil se resume a grande dificuldade de escoar a produção de commodities agrícolas da região Centro-Oeste do Brasil até os portos, que ficam em regiões distantes dos locais de produção.

“A prioridade para a solução deste problema passa pela pavimentação de rodovias federais que são estratégicas para o escoamento das commodities agrícolas. Outra solução são as ferrovias, que além de agilizar o transporte também apresentam mais rentabilidade. Infelizmente as obras não acontecem no ritmo que a gente quer, mas já é possível mensurar alguns avanços nos últimos anos”, destaca Edeon.

O secretário de infraestrutura de Mato Grosso (Sinfra-MT), Marcelo Duarte, destaca que debater a logística é algo importante para se encontrar soluções para os problemas que ainda se evidenciam na realidade do agronegócio brasileiro.

“Há um consenso que Mato Grosso teria condições de produzir muito mais, e se desenvolver além da atual conjuntura se tivesse uma logística eficiente, isso inclui rodovias, ferrovias, hidrovias e portos. Acredito que estamos no caminho certo com os debates e políticas de gestão que estão sendo desenvolvidas para chegar a essa conclusão”, pondera Marcelo Duarte.

MATO GROSSO – O diretor de Infraestrutura Rodoviária do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit), Luís Antônio Garcia, explica que existem diversas obras em andamento de melhoria logística no país.

“Estamos trabalhando na conclusão da BR 163, no estado do Pará, que vai beneficiar sensivelmente a Mato Grosso, já que liga até ao porto de Miritituba (PA). Também está em execução a duplicação na BR 364 na região da Serra de São Vicente. Com a melhoria da infraestrutura logística vamos melhor as condições socioeconômicas do país”, ressalta Garcia.

O presidente do SRC, Jorge Pires sinalizou que o Sindicato Rural de Cuiabá vai organizar um fórum especial para debater a logística. “Ainda temos data definida, mas sabemos que este tema não pode ser deixado de lado”.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:19 Estado consulta União sobre prazo
19:19 Aliados de prefeito confirmados em CPI
19:18 Ferramenta permitirá cidadão controlar gastos públicos
19:18 Inquérito de conselheiros do TCE vai para o STJ
19:18 Estado economizou R$ 1 bilhão em gastos


19:17 Dinheiro do FEX pode atrasar, diz Wellington Fagundes
19:17 Governo estuda ‘revender’ dívida
19:09 Bosaipo é condenado a 18 anos
19:09 BOA DISSONANTE
19:08 Família: a construção da vida
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2015