Sábado, 20 de abril de 2019 Edição nº 14739 23/05/2017  










MARIA DO CARMO V. IRIGARAYAnterior | Índice | Próxima

Constelação familiar

Dar um novo movimento à vida; isso também envolve o autoconhecimento, pois como afirma Bert: “aquele que não conhece a própria história tende a repeti-la”.

A Constelação Familiar é uma técnica difundida em vários países. Criada pelo terapeuta alemão Bert Hellinger nos anos 70, é uma abordagem de amor, conciliação e paz, que tem como objetivo promover soluções aos conflitos.

Através da Constelação Familiar é possível, de forma prática e vivencial, dissolver antigos padrões familiares (conflitos e doenças que se repetem) e que de alguma forma impedem o livre fluxo de amor entre os membros de um sistema.

A Constelação atua de forma direta nas questões do sistema familiar, abrindo espaço para uma nova compreensão e cura desses padrões. A solução torna-se possível quando a ordem básica sistêmica é restabelecida, os familiares excluídos voltam a ser respeitados e aceitamos a nossa herança familiar.

Muitas das dificuldades pessoais, assim como problemas de relacionamento são resultados de confusões nos sistemas familiares. Esta confusão ocorre quando incorporamos em nossa vida o destino de outra pessoa viva ou que viveu no passado, de nossa própria família sem estar consciente disto e sem querer. Isto nos faz repetir o destino dos membros familiares que foram excluídos, esquecidos ou não reconhecidos no lugar que pertencia a eles.

Qualquer sistema organizacional, o que inclui a família, tem suas próprias regras para poder funcionar corretamente e, quando elas não são respeitadas, acabam se transformando em um assunto complexo e doloroso que precisa ser olhado e ordenado. Por isso mesmo, Bert afirmou que “Cada tragédia familiar descansa sobre uma transgressão das leis que regem o sistema”.

Essa abordagem proporciona, ao participante, um desenho vivo e sensorial de sua Constelação Familiar permitindo num passo a passo, dissolver os emaranhamentos familiares inconscientes e chegar-se, assim, a uma solução nova e libertadora.



* MARIA DO CARMO VENÂNCIO IRIGARAY é psicóloga, com pós-graduação em Educação Sistêmica, e fez parte de sua formação na Alemanha com Bert e sua esposa Sophie Hellinger, tendo concluído o Curso de Especialização em Nuevas Constelaciones, pelo Instituto de Constelaciones Familiares. assessoria10@gmail.com



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




20:14 A reforma da Previdência
20:13 Benefícios fiscais: concessão e requisitos
20:11 Quadro de instabilidade
20:10
20:06 Miss Brasil pode não ser realizado em 2020 por falta de acordo entre Polishop e Band


20:06 Segunda temporada da série de comédia "Samantha!", com Emanuelle Araújo, chega hoje à Netflix
20:05 Maisa estreia talk show inspirada em Hebe
20:05 Programa Mais Você estreia nova competição culinária com amadores copiando chefs famosos
20:04 Tributo ao Rei: Nando Reis lança disco que recupera músicas menos conhecidas de Roberto Carlos
20:03 Ministro chama de mordaça censura a sites
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018