Quarta feira, 13 de dezembro de 2017 Edição nº 14738 20/05/2017  










TRANSPORTE COLETIVO - 2Anterior | Índice | Próxima

Trabalhadores das empresas de ônibus ameaçam com greve

Da Reportagem

Com negociação emperrada com a classe patronal, os trabalhadores do transporte coletivo já acenam com a possiblidade de greve, em Cuiabá e Várzea Grande. A categoria reivindica 15% de reajuste salarial, entre recomposição das perdas salariais do último ano e ganho real.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores (Stett/CR), Ledevino da Conceição, já foram realizadas duas rodadas de negociação, mas nenhuma contraproposta foi apresentada até o momento pela entidade que representa os patrões, o STU.

“Vamos para a terceira rodada de negociação sem nenhuma proposta. Com isso, já vamos pedir a intermediação do Ministério Público, da Câmara e da Prefeitura. A partir dessa terceira rodada, a categoria já começa com um possível movimento de paralisação”, disse.

Conforme Ledevino, a próxima reunião entre patrões e empregados está prevista para a próxima quinta-feira (25). Já para a terça-feira seguinte (30), está agendada a assembleia geral dos trabalhadores. “Sem avanço, a possibilidade de greve é muito grande”, reforçou.

Entre a capital e Várzea Grande, o sistema conta com 2.500 trabalhadores. Do total, são 800 motoristas que contam com um piso de R$ 2.180,00, atualmente. Entre outros itens, eles cobram ticket alimentação, plano de saúde e reajuste da comissão (15%), hoje no valor de R$ 245,00.

Apesar de previsto em contrato, este ano as empresas que operam no sistema na capital não tiveram o pedido de majoramento da tarifa aprovado pelo Conselho Municipal de Transportes (CMT). Em Várzea Grande, também não houve reajuste. (JD)



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

· O valor da passagem em Cuiabá é dispara  - Douglas Montezuma




19:55 Juiz se declara incompetente para conduzir ação penal
19:55 Assembleia aprova lei orçamentária em 1º turno
19:55 Câmara aprova recriação de Secretaria extraordinária
19:54 FEX deve ser votado hoje no Senado
19:54 Dissidentes do PSB ainda não decidiram para onde vão


19:54 Trabalhos da CPI causa desentendimento entre vereadores
19:53 Lucimar Campos tem 80% de aprovação
19:30 Lei que autoriza fechamento de ruas é aprovada na Câmara
19:30 BOA DISSONANTE
19:29 O paracetamol e os riscos à sua gravidez
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2015