Domingo, 28 de maio de 2017 Edição nº 14738 20/05/2017  










Anterior | Índice | Próxima

Senador Wellington Fagundes pede ‘cautela’

PABLO RODIGO
Da Reportagem

O senador Wellington Fagundes (PR), que mudou de lado na época do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), que sempre foi aliado, mas depois passou a defender e votar na derrocada da petista pede “cautela” nas denúncias contra o presidente da República Michel Temer (PMDB), depois da divulgação de uma gravação e da delação de Joesley Batista, dono da JBS/S.A.

“É importante que as instituições responsáveis pela apuração tenham agilidade para evitar transtornos maiores de ordem nacional. Com diálogo e diante dos fatos, seguramente trabalharemos para que seja encontrada a melhor solução para o povo brasileiro”, diz trecho da nota do senador Mato-grossense.

Para Fagundes, é preciso ter “esclarecimentos mais profundos” sobre as denúncias que vieram à tona na última quinta-feira (19).

Temer foi gravado em uma conversa com o empresário Joesley Batista, dono da JBS. Conforme o jornal O Globo, no áudio, o presidente teria dado aval para Joesley comprar o silêncio do ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB), que está preso por conta da Lava Jato.

Em nota encaminhada à imprensa, o senador reconheceu que o momento gera preocupação. E defendeu que o “diálogo” vai ajudar a encontrar a melhor opção para o Brasil. Desde que veio a público a delação de Joesley, os parlamentares no Congresso se dividem entre os que defendem a permanência de Temer e os que querem a renúncia.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

· PARA QUEM GANHA DO ERÁRIO PÚBLICO MAIS D  - Julio Muzzi




20:09 Gaeco analisa investigação interna sobre grampos
20:09 Taques convoca coronel da reserva para conduzir IPM
20:08 Marcelo Duarte e o desafio de construir 100 pontes
20:08 Taques libera R$ 70 milhões para Saúde
20:08 Eduardo Botelho defende uso do Fethab na Saúde


20:08 Gilmar Fabris denuncia ex-diretor de hospital
20:07 Sindicalistas reclamam de falta de diálogo
20:07 Governo propõe pagar em três parcelas
19:54 Moody's altera perspectiva do rating
19:53 Empresas com Sise poderão aderir ao sistema federal
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2015