Domingo, 17 de novembro de 2019 Edição nº 14737 19/05/2017  










FRANÇAAnterior | Índice | Próxima

Benzema fica fora de convocação

Da Agência Estado – Paris

Ainda não será desta vez que Karim Benzema fará o seu retorno à seleção francesa. Um dia depois de cobrar explicações ao técnico Didier Deschamps para a sua longa ausência do time nacional, o atacante do Real Madrid voltou a ficar fora de uma lista de convocados, anunciada ontem pelo treinador, que chamou 26 jogadores para os três próximos compromissos da França.

Estes atletas foram convocados para os amistosos contra Paraguai e Inglaterra, respectivamente nos dias 2 e 13 de junho, ambos em solo francês, e para o duelo contra a Suécia, no dia 9 do mesmo mês, em Estocolmo, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.

Benzema não veste a camisa da seleção francesa desde outubro de 2015, quando marcou duas vezes na goleada por 4 a 0 sobre a Armênia. Em novembro daquele mesmo ano, porém, estourou um escândalo envolvendo o atacante, que foi acusado de extorquir o meio-campista Mathieu Valbuena, seu ex-colega de seleção, em um caso de vazamento de um vídeo íntimo em que o jogador do Lyon aparece.

Segundo a acusação, Benzema era cúmplice de pessoas que ameaçavam divulgar as imagens e teria incentivado Valbuena a pagar os chantagistas. Em entrevista ao jornal esportivo francês L'Equipe, publicada na última quarta-feira, o atacante disse que o seu compatriota mente em relação ao escândalo, disse que o mesmo "enlouqueceu" e pediu para que "pare de inventar histórias".

ESCÂNDALO

Independentemente de quem esteja falando a verdade, o fato é que o escândalo acabou sendo determinante para o longo afastamento de Benzema da seleção. Mesmo após o presidente da Federação Francesa de Futebol (FFF), Noel Le Graet, ter afirmado no ano passado que o jogador estava liberado para defender a equipe nacional, o atacante acabou ficando fora da lista de convocados para a Eurocopa de 2016, realizada na França, onde a seleção da casa conquistou o vice-campeonato.

E Benzema seguiu sendo descartado de novas convocações feitas no ano passado e também em 2017, embora esteja prestes a poder se sagrar novamente campeão europeu pelo Real Madrid e espanhol pela equipe merengue. Indignado com a ausência do time nacional, o atacante desafiou Deschamps a "olhar nos seus olhos" e explicar os reais motivos para continuar fora da seleção.

"Se o treinador me disser olhando nos olhos que o motivo é meu futebol, eu vou continuar trabalhando", disse o jogador ao L'Equipe na última quarta. "Se for outro motivo, ele deveria dizer isso na minha cara e aí estaremos entendidos", completou.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:58 Time uruguaio é punido pela Conmebol
19:57 Jorge Sampaoli já admite assumir a seleção argentina
19:56 Rogério Ceni assume culpa pela má fase do São Paulo
19:55 Cuiabá busca a sua primeira vitória
19:54 Luverdense pega o CRB de Alagoas


19:53 Tite não chama Neymar, Marcelo e Daniel
19:52 Temer será investigado por corrupção e obstrução à Justiça
19:51 Lula e Dilma tinha conta de US$ 150 mi
19:49 JBS distribuiu propina a 1.829 políticos
19:45 Saída só irá precipitar a “catástrofe”
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018