Terça feira, 21 de maio de 2019 Edição nº 14733 13/05/2017  










PROPINAAnterior | Índice | Próxima

Nadaf acusa TCE de receber propina

Pedro Nadaf disse que o ex-governador Silval Barbosa pagou R$ 50 milhões para conselheiros do TCE

ARQUIVO
Nadaf narrou ao Gaeco que o ex-governador Silval Barbosa pagava para não ter problemas no TCE
RAFAEL COSTA
Da Reportagem

O ex-secretário de Estado Pedro Nadaf afirmou em depoimento ao Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) que o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) autorizou o pagamento de propina de até R$ 50 milhões aos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

A declaração foi dada aos promotores de Justiça no dia 5 de setembro do ano passado.

Nadaf narrou que o ex-governador Silval Barbosa foi procurado em 2013 pelo conselheiro José Carlos Novelli, que na época respondia pela presidência do TCE, ofereceu vantagens do órgão fiscalizador com relação a projetos do governo do Estado que envolvia altas somas de dinheiro como o MT Integrado.

Principal programa de infraestrutura na gestão do peemedebista, o MT Integrado previa interligar 44 municípios com pavimentação asfáltica no valor de R$ 1,1 bilhão, e outros relacionados as obras da Copa do Mundo, incentivos fiscais e obras em andamento nas secretarias de Estado, o que permitiria ainda ter as contas de gestão aprovadas.

Os conselheiros suspeitos de receber propina são os conselheiros Sérgio Ricardo, José Carlos Novelli, Valter Albano, Antônio Joaquim e Waldir Teis.

No depoimento, Nadaf detalhou que o dinheiro desviado dos cofres públicos foi pago em aos conselheiros até atingir o montante de R$ 50 milhões.

“Segundo relatos de Silval, ele teria fechado um acordo de pagamento mensal de R$ 3,5 milhões a serem distribuídos a cinco conselheiros do TCE, em 14 parcelas”, que resultariam em um montante aproximado de R$ 50 milhões a título de propina supostamente paga aos conselheiros do TCE. “[...] salientando que esse valor foi levantado e proposto pelo então presidente do Tribunal à época, José Carlos Noveli, baseado no valor global que o Estado estaria movimentando nesses setores”, diz um dos trechos do depoimento.

Como garantia do pagamento aos conselheiros, o ex-governador Silval assinou notas promissórias até atingir o montante do valor da propina.

Questionado a respeito da origem do dinheiro que abastecia os conselheiros do TCE, Nadaf afirmou que o governo do Estado desviava dinheiro público, por exemplo, nos pagamentos de desapropriações de terrenos, o que já foi alvo da quarta fase da Operação Sodoma da Polícia Civil e compra de terrenos que já pertencia ao Estado, conforme revelado pela Operação Seven do Gaeco.

Ainda no depoimento, Nadaf revela que no segundo semestre de 2013 foi até o Tribunal de Contas do Estado (TCE) para dialogar com o conselheiro Sérgio Ricardo. Naquela ocasião, Nadaf respondia pela Casa Civil e manteve conversa a respeito do acordo de Silval com o TCE. No dia, Nadaf se reuniu com Silval e Novelli e ambos recomendaram sigilo.

Posteriormente, coube ao ex-secretário de Planejamento, Arnaldo Alves, intermediar o pagamento da propina aos conselheiros do TCE que foram acusados até de chantagem para cobrar propina do Estado.

“[...] O próprio Arnaldo chegou a fazer pessoalmente vários pagamentos da propina ao TCE”. Em razão do atraso no repasse da propina, “as obras e pagamento do MT Integrado haviam sido paralisadas pelo TCE a fim de pressionar o governo a quitar o débito ilícito”.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

· A finalidade única de tribunal de contas  - Amauri da Silva Guedes
· EM QUE PESE ESSAS LICITAÇÕES TEREM SIDO   - Julio Muzzi
· Muito grave a denúncia do Nadaf,o mínimo  - mario marcio da costa e silva
· Esse sr chamado Antônio Joaquim é uma da  - Egídio




20:27 OAB cobra explicações do Governo sobre suposto grampo
20:27 Eduardo Botelho diz que saída de Paulo Taques não ‘muda nada’
20:27 Taques disse que recebeu denúncia de Mauro Zaque
20:26 Taques nega ter mandado fazer grampo
20:25 TCE nega recebimento de propina


20:25 Nadaf acusa TCE de receber propina
19:53 85% devem gastar menos com presente
19:52 IMAMT busca resistência ao bicudo
19:52 Estudo revela que o Brasil lidera produtividade mundial
19:52 23% têm perfil de ‘bons pagadores’
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018