Sexta feira, 24 de maio de 2019 Edição nº 14726 04/05/2017  










GRACI OURIVES DE MIRANDAAnterior | Índice | Próxima

HUJM: riqueza mental no momento de greve

O Art.9º Carta Magna, descreve “Dos Direitos e Garantias Fundamentais” da Constituição Federal de 1988. O Artigo 5º, XV, Carta Maior, é cristalino que deverá haver respeito aos direitos fundamentais: de ir e vir.

Historicamente nós temos conhecimento que devemos respeitar as leis do País e seguir os princípios que nos levam a paz e serenidade, na data de 28 de Abril de 2017, observamos que alguns dos setores que deveriam estar respeitando o trabalhador, estão distante destas posturas. Assim foram os meios de transporte, na cidade de Cuiabá - Mato Grosso, MT, cruelmente, nenhum veículo estava circulando, então, dificultou a vida do cidadão, devemos lembrar que foi triste. Isto porque muitos trabalhadores não são detentores de veículos e trabalham em serviços essenciais.

A Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT, em alguns setores desenvolveram as atividades com normalidade. Há instituições que seguem às Leis. Encontramos o HUJM trabalhando regularmente, com 100% dos atendimentos, sendo amplamente satisfatório, inclusive a biblioteca, que é o coração intelectual da sociedade, pois a qualidade da pesquisa é a bussola para conhecer os povos de um País. Provavelmente o gráfico 7: Comparativo de Formandos de Medicina-2004-2015, apontará o quanto a biblioteca disponível, até em momento de greve, foi e, é importante, para o combate a evasão escolar, pois em 2015 foram 79 formandos. (Miranda, 2016:98)

O testemunho do atendimento regular no HUJM foi a Senhora: Sirlene Gonçalves de Cordeiro, residente da cidade: Indiavaí, que é um munícipio do estado de Mato Grosso-MT. Acompanhada de seu filho menor (dois anos) esposo, no espaço do HUJM, no Ambulatório III, aguardando seu horário para ser atendida pelos profissionais da área da saúde, em depoimento in loco, para Miranda 28/04/2017, pontuou: “A cidade não tem Hospital, só posto de saúde só um médico que atende. (...) O caso dele é grave, talvez vá precisar até de transplante (...). Prefeitura me ajuda com transporte, mas a alimentação tira do bolso da gente.” Gonçalves, 2017. Sobre o acometimento da doença “Colestase hepática” o Doutor, diz: Guilherme Melo “A colestase hepática é de uma doença que dificulta a secreção de uma substância chamada bile e que é responsável por auxiliar na digestão de gordura pelo intestino. Como se trata de uma afecção que pode cursar com lesão hepatocitária, principalmente nos casos das hepatites e da cirrose, o acompanhamento médico é indispensável.” (Mello, 2017)

Seguramente, trabalharei sempre pela sociedade carente que podemos chamar dos “esquecidos” pelos governantes, são os: sem casa, sem saúde, sem nenhuma segurança logística. Assim, pretendo com esta pesquisa, que, maior numero de cidadãos saibam que continuarei labutando contra as injustiças que reinam neste estado, então demonstrando os bons exemplos HUJM-UFMT, para que os governantes dos Municípios e Estado reflitam então, temos esperanças que exista: igualdade entre os povos. Avante!



* GRACI OURIVES DE MIRANDA, Professora/escritora

go.miranda@uol.com.br



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:39 Data deve injetar cerca de R$ 14 bilhões na economia
19:39 Pecuaristas cobram reinvestimentos
19:38 Potencial mato-grossense é de R$ 67 bi
19:38 Uso do ‘correntão’ segue autorizado
19:38 Classe ‘B’ vai segurar consumo já interiorizado


19:09 Decisão dispensa aval da AL para afastar governadores
19:08 Lava Jato agora quer abrir 'caixa preta' da repatriação
19:08 Tribunal cassar governador e vice-governador do Amazonas
19:07 Lula não precisará comparece às audiências
19:07 Abaixo-assinado pede impeachment
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018