Quinta feira, 22 de agosto de 2019 Edição nº 14725 03/05/2017  










ETANOL X GASOLINAAnterior | Índice | Próxima

Litro competitivo na 4ª semana

MARIANNA PERES
Da Editoria

Com Agência Estado - São Paulo

Os preços do etanol hidratado continuam competitivos ante os da gasolina apenas em Mato Grosso e completaram no final de abril a quarta semana consecutiva de vantagem financeira sobre o derivado do petróleo, sendo o único Estado do país nessa condição. Conforme dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) nos demais estados e no Distrito Federal, a gasolina ainda é mais vantajosa.

Em Mato Grosso, o etanol equivale a 69,30% do valor cobrado pela gasolina. A relação é favorável ao biocombustível quando está abaixo de 70%.

Em São Paulo, que detém o preço médio mais barato do Brasil, o litro do etanol equivale a 70,10% do valor da gasolina - o produto ficou cotado, em média, a R$ 2,417 por litro na semana passada - . A gasolina, em R$ 3,448 por litro.

Os preços do etanol hidratado nos postos brasileiros caíram em 15 Estados e no Distrito Federal, subiram em 10 e não se alteraram no Amapá na semana encerrada em 29 de abril. Na semana anterior, as cotações do biocombustível haviam recuado em 18 Estados e no Distrito Federal, subido em sete outros e ficado estáveis em Rondônia.

No período de um mês, as cotações do produto acumulam alta em seis Estados e queda em 20 e no Distrito Federal. Os dados são da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Em São Paulo, principal Estado produtor e consumidor, a cotação caiu 0,49% na semana, para R$ 2,417 o litro, e no período de um mês acumula baixa de 4,09%. Na semana, o maior avanço das cotações foi registrado no Roraima (1,35%), enquanto o maior recuo ocorreu em Mato Grosso do Sul (4,17%). A maior alta mensal, de 1,77%, foi em Alagoas e a maior queda foi em Santa Catarina (5,12%).

No Brasil, o preço mínimo registrado para o etanol foi de R$ 1,999 o litro, em São Paulo, e o máximo foi de R$ 4,238 o litro, no Rio Grande do Sul. Na média, o menor preço foi de R$ 2,417 o litro, em São Paulo e o maior preço médio foi verificado no Amapá, de R$ 3,87 o litro.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:18 Saúde e Segurança mostram dificuldades
18:49 Maggi critica Governo Bolsonaro
18:49 BOA DISSONANTE
18:48 O ônibus, o sequestro e a segurança
18:47 Reflexões da vida


18:47 Um espetáculo atrás do outro
18:47 A complexidade do saneamento
18:46
18:46 Ingerências preocupantes
18:45 Biógrafo de Roberto Marinho terá que devolver R$ 200 mil à Companhia das Letras
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018