Segunda feira, 22 de abril de 2019 Edição nº 14725 03/05/2017  










Anterior | Índice | Próxima

FILAS...QUE DELÍCIA II

José C. Carrara
Da Reportagem

Percílio e Placídio, adoram filas e continuam frequentando-as na Caixa Econômica, onde centenas de pessoas estão lá para pegar o FGTS Inativo e com esse dinheirinho pagar dívidas e ter uma Páscoa mais feliz. Na verdade, os dois amigos gostam é de ouvir as conversas, as angustias, as dores, as esperanças e expectativas do povo. No comecinho da fila, - ele chegou às 4 horas da manhã- estava o Zé Magoado, que dizia que gosta muito mais da progenitora do que da genitora. Foi interrompido pela Esternit, que dizia: progenitora e genitora não é a mesma coisa?! Zé Magoado, disse que para Ruy Barbosa, progenitora vem a ser a avó e não a mãe. Filispino – Fino – levantou a voz e lascou: “Há controvérsia! A fila deu mais dois passos, quando um sujeito chamado Paulo Veracidade, contou que um seu amigo, disse que pra se ter sorte na vida e ganhar muito dinheiro, ele tinha que engarrafar o capeta, com um pouco de fumaça e lacrar a garrafa. Tiro e queda. Já o Toninho Bambu, que estava logo atrás, afirmou que deixara a cadeia, onde passou 32 dias, por ter agredido sua esposa com palavras de baixo, médio e micro e macro escalão. Só por isso fui preso, mas aprendi a lição e como prova, não vou comer bacalhau nesta sexta-feira Santa e jamais vou ser um transgressor da moral e dos bons costumes. E o senhor ficou 32 dias no seco, sem sexo, sem nada? pergunta muito curioso Osmano. É véio, no seco, mas o sexo é bom, mas você já achou dinheiro no bolso da calça? Se for muito, é melhor. Neste momento uma senhora, já meio cansada de ficar ali, avisou os presentes: olhem, se a fila não andar e a fome apertar, tenho minha lanchonete, logo ali na frente, que serve comida. Mas aviso: não servimos comida rápida...servimos comida boa, o mais rápido possível. Êta Mato Grosso bom demais, falou o Egídio um senhor que já estava bem na frente, cujo estômago começava a ratear. No meio da fila, estavam Percílio e Placídio, que escutavam e anotavam tudo para depois contar aos amigos no Bar do Furúnculo. Ouviram o Sérgio Cutino, contar para o amigo da frente, que o Erpídio, um bancário, sofreu ontem um “enfarto ruminante”. Meu Deus! Que enfarto é esse? Ah..., mas antes do enfarto ruminante, o Erpídio deu um tapa com mão que pinica na cara do Teobaldo. Talvez por isso, ele ficou nervoso e sofreu esse enfarto ruminante mesmo! Percílio, será que estamos ouvindo direito? Sem nenhuma dúvida Placídio. Lembre-se que todos nós temos um “antes” e um “depois”. Lá, quase no final a senhora muita simpática ria e mostrava estar muito feliz. Nenhum dente na boca e dizia com muita convicção: “tenho pena de vocês, com seus dentes a mostra. Estou feliz, porque o meu pastor disse que todos os “banguelas” vão pro céu. Na Bíblia fala que no inferno haverá um ranger de dentes insuportável. Como sou banguela, estou feliz, não tenho dentes para ranger.

Placídio esta fila é bem melhor que a lista do Janot e Fachim.

*José C. Carrara – jornalista, advogado, professor e membro da AML



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




20:14 A reforma da Previdência
20:13 Benefícios fiscais: concessão e requisitos
20:11 Quadro de instabilidade
20:10
20:06 Miss Brasil pode não ser realizado em 2020 por falta de acordo entre Polishop e Band


20:06 Segunda temporada da série de comédia "Samantha!", com Emanuelle Araújo, chega hoje à Netflix
20:05 Maisa estreia talk show inspirada em Hebe
20:05 Programa Mais Você estreia nova competição culinária com amadores copiando chefs famosos
20:04 Tributo ao Rei: Nando Reis lança disco que recupera músicas menos conhecidas de Roberto Carlos
20:03 Ministro chama de mordaça censura a sites
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018