Quinta feira, 21 de março de 2019 Edição nº 14725 03/05/2017  










NOVELAAnterior | Índice | Próxima

'Malhação' agora é escrita por Cao Hamburger

Criador do Castelo Ra Tim Bum também conseguiu que 'Malhação', pela primeira vez em 22 anos, passe a ser ambientada em São Paulo

ISABEL RIBEIRO
Da Agência Estado

A frase 'riquezas são diferenças', cantada na música 'Miséria', dos Titãs, quase foi o subtítulo de 'Malhação' 2017, por tão bem definir o que vem por aí. Mas acabou vingando 'Malhação: Viva a Diferença', com nova temporada que estreia no próximo dia 8. Por meio de cinco protagonistas, a novelinha vai abordar como pode ser enriquecedor viver, confrontar e celebrar as diferenças.

Além de inovar com um quinteto protagonista, tem mais surpresas. Essa versão marca o ingresso de Cao Hamburger como novelista da emissora. Só para contextualizar a importância dessa aquisição, vale lembrar que ele é criador de obras televisivas como 'Castelo Rá-Tim-Bum' (TV Cultura); 'Pedro & Bianca' (TV Cultura), que levou o Emmy Kids de melhor série; e 'Filhos do Carnaval' (HBO).

Na novelinha da Globo Cao fala sobre os ganhos de se conviver com diferenças culturais e sociais, uma questão urgente a ser abordada nos dias de hoje. Mas ele também quer ajudar a repensar o papel das mulheres, criando personagens femininas fortes. "A vida da mulher tem umas dificuldades que, escrevendo, cada vez mais tenho consciência de que (ser mulher) não é brincadeira".

Cena paulistana - Outra novidade da atração é que 'Malhação', pela primeira vez em 22 anos, passa a ser ambientada em São Paulo. A cidade pulsante e plural tem tudo a ver com o conceito de diversidade de seus habitantes, e dos personagens nela situados. "Com a mudança para São Paulo, entramos em contato com ainda mais tribos", acrescenta o diretor Paulo Silvestrini, responsável por sucessos como 'Avenida Brasil' (2012) e 'Joia Rara' (2013/2014), assim como a própria 'Malhação', em 1997.

Paulistano, Paulo torce para que o jovem da cidade aprove o novo trabalho. "Espero que ele se reconheça, se identifique e se interesse. Estamos fazendo muita força nesse sentido".

Prova disso é que a Globo construiu a maior cidade cenográfica da longeva existência de 'Malhação', com mais de 6.620 metros quadrados, espaço no qual recria aspectos da Vila Mariana, bairro de classe média da Zona Sul paulistana, que será polo de convergência dos personagens. Tem até a reprodução de uma das saídas da estação de metrô local.

Parto marcante - O metrô é emblemático no primeiro capítulo da trama. É num vagão, em dia de temporal, que as garotas, as 'Five' da história, se conhecem em situação adversa. Durante uma pane no transporte, Keyla (Gabriela Medvedovski) dá à luz ao pequenino Tonico, contando apenas com a ajuda de Lica (Manoela Aliperti), Ellen (Heslaine Vieira), Tina (Ana Hikari) e Benê (Daphne Bozaski). Nasce ali uma amizade que se sobrepõe às diferenças.

Keyla, Ellen e Benê são estudantes do ensino médio no Colégio Estadual Cora Coralina, uma instituição da Vila Mariana regida com seriedade por Dóris (Ana Flávia Cavalcanti). Apesar de todos os problemas do sistema público de educação, o local é referência de ensino de qualidade.

Tanto que Ellen corre atrás de seus sonhos e vai, todos os dias, da periferia, na Vila Brasilândia, para lá. "Ellen é a melhor aluna, é esforçada, se inspira na diretora, que lutou e conquistou seu espaço", comenta a intérprete Heslaine. A atriz acrescenta: "É muito bom poder passar essa referência da Ellen e da Dóris para as meninas negras que estiverem nos assistindo".

Bullying e gravidez - Já a personagem Benê é uma jovem inicialmente sem amigos, que sofreu bullying, é retraída, demasiadamente sincera e mora com a mãe e o irmão mais novo nos fundos da escola. É filha da zeladora Josefina (Aline Fanju), uma mulher que cria seus filhos sozinha. Keyla vive com o pai, Roney (Lúcio Mauro Filho), no andar acima da lanchonete deles. Com uns quilinhos extras, mas cheia de autoestima, ela sempre foi namoradeira.

Keyla engravida sem querer e, para ajudá-la, seu melhor amigo, Tato (Matheus Abreu), um aluno do Cora Carolina que ama andar de bike, assume o papel de pai, pois é apaixonado pela amiga. Ele passa a viver e trabalhar como 'chapeiro' com o sogro.

A lanchonete vai ser repaginada pelas 'Five' e se transformará no ponto de união entre os alunos do Cora Coralina e do Colégio Grupo, a escola particular da vizinhança.

Nesse colégio estuda Tina, neta de imigrantes que mora na Liberdade, bairro oriental, e se vê pressionada pela mãe a ser médica. Ela foge ao clichê de nerd atribuído à raça, e é apaixonada por artes. "A Tina tem personalidade forte, como as outras quatro. Quer conhecer diversas culturas, além da japonesa, e vai se apaixonar pelo irmão da Ellen", conta Ana.

Outra colega do colégio é Lica, uma menina criada com conforto em Higienópolis, bairro rico, mas que não tem a menor vocação para patricinha, embora seja a melhor amiga de uma delas, a Clara (Isabella Scherer).

Olho no lucro - Lica é filha de Edgar (Marcello Antony), o dono do Colégio Grupo, um homem que só enxerga a escola como meio de ganhar dinheiro. "Ele não é um vilão, mas um sujeito muito equivocado. Tende a olhar a escola como fonte de lucro. Vive em conflito com Bóris", conta Marcello, citando o personagem de Mouhamed Harfouch, um ponderado orientador pedagógico.

"O Bóris vê os alunos como seres humanos. E tem mais: ele fica feliz da vida ao descobrir que as alunas dele e as da escola da Dóris, que é sua esposa, se juntaram no metrô durante o episódio do parto. O Bóris, às vezes, é um pouco aéreo, utópico, mas é um grande incentivador da aceitação das diferenças", fala Mouhamed

A novela teen terá espaço, ainda, para abordar questões como divórcio dos pais, encontros e desencontros amorosos, intrigas por conflitos de interesses, e as inseguranças típicas da adolescência. "Teremos humor e amor nesta temporada", garante o diretor Paulo Silvestrini.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




20:01 Wilson deve voltar hoje para Secid
20:01 Governo prepara para asfaltar estrada do Guardanapo
19:45 Deputado Zeca Viana pede providências do MP
19:45 Justiça manda governo entregar dados a sindicatos
19:45 MPE e Governo de MT chegam a acordo


19:44 Com medo, após o caso aparecer na mídia, advogado denunciou esquema
19:44 Defaz prende três agentes de tributos
19:36 Transações de usados crescem 6%
19:36 Manejo de pragas e liderança em debate nesta 5ª
19:35 Abril encerra com queda de 16% nas vendas
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018