Sexta feira, 24 de maio de 2019 Edição nº 14725 03/05/2017  










SAÚDEAnterior | Índice | Próxima

Duas mil pessoas esperam por cirurgia ortopédica

Da Reportagem

Mais de duas mil pessoas estão à espera de uma cirurgia ortopédica em Cuiabá. Os números são da Secretaria Municipal de Saúde que confirmou que a fila persiste desde julho de 2014. Há casos, por exemplo, de paciente com mais de um ano a espera de tratamento. Um inquérito civil foi instaurado pelo Ministério Público para investigar supostas irregularidades na excessiva fila de espera para realização de cirurgia ortopédica, em Cuiabá.

A portaria foi assinada pelo promotor de Justiça, Alexandre de Matos Guedes, no dia 27 de abril. Segundo o documento, a abertura do inquérito se embasa numa denúncia de um paciente relatando a demora para realização de cirurgias ortopédicas. O paciente, um cidadão idoso relata que estava devidamente regulado na Central de Regulação, não obteve êxito em realizar o procedimento, tendo que pagar intervenção particular com recursos financeiros próprios.

De acordo com o promotor Alexandre Guedes as irregularidades constatadas na reclamação apresentada na Promotoria de Justiça podem configurar, eventualmente, lesão a direito constitucional à saúde, ao princípio da dignidade da pessoa humana, bem como ao dever que possuem a administração direta e indireta de obedecer aos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência. “[...] ensejando, portanto, a apuração dos fatos e a propositura de medidas eventualmente necessárias à solução de qualquer problema constatado”.

Na semana passada a Secretaria Municipal de Saúde confirmou o início de um processo para diminuir a demanda por cirurgias, principalmente as ortopédicas. Uma equipe médica do Pronto Socorro de Cuiabá realizou 34 procedimentos cirúrgicos, a grande maioria de média complexidade. Foi o 1º Mutirão de Cirurgias Ortopédicas realizado na atual gestão, na unidade. A mobilização envolveu 26 profissionais - entre cirurgiões, anestesistas, enfermeiros, técnicos de enfermagem e equipe de apoio -, em três salas do Centro Cirúrgico, e ainda equipes do Centro de Materiais Esterilizados (CME), e a empresa fornecedora de órteses e próteses.

“Para se ter uma ideia do tamanho do desafio, de acordo com números da Central de Regulação de Cuiabá, a demanda pela cirurgia ortopédica eletiva, tem uma fila de 2.186 pessoas, que persiste desde julho de 2014”, confirmou a secretaria.

A secretaria confirmou ainda que após uma avaliação dos resultados obtidos no primeiro mutirão, a equipe do Pronto Socorro já está organizando novos mutirões que serão retomados após o feriado de 1º de maio. (AA)



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




20:01 Governo prepara para asfaltar estrada do Guardanapo
20:01 Wilson deve voltar hoje para Secid
19:45 Justiça manda governo entregar dados a sindicatos
19:45 MPE e Governo de MT chegam a acordo
19:45 Deputado Zeca Viana pede providências do MP


19:44 Com medo, após o caso aparecer na mídia, advogado denunciou esquema
19:44 Defaz prende três agentes de tributos
19:36 Manejo de pragas e liderança em debate nesta 5ª
19:36 Transações de usados crescem 6%
19:35 Receita tem melhor saldo do ano em MT
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018