Terça feira, 28 de março de 2017 Edição nº 14677 17/02/2017  










Anterior | Índice | Próxima

Juíza afirma que Pedro Nadaf foi ameaçado

Da Reportagem

A fim de evitar que o ex-secretário da Casa Civil, Pedro Nadaf, firmasse um termo de delação premiada junto ao Ministério Público Estadual (MPE), o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) teria ameaçado o ex-gestor no Centro de Custódia de Cuiabá.

A informação veio a público na decisão da juíza Selma Rosane de Arruda, qual deflagrou a 5ª fase da Operação Sodoma na última terça-feira (14).

A ameaça teria sido feita quando Nadaf também estava preso no Centro de Custódia de Cuiabá (CCC). O ex-secretário ganhou a liberdade em setembro do ano passado após passar pouco mais de um ano detido. Silval Barbosa, por sua vez, continua preso.

O termo de delação premiada prevê redução ou até mesmo extinção da pena para o acusado que concordar em colaborar com a Justiça. Nadaf teria passado a cogitar a possibilidade devido ao tempo que estava detido.

“Há ainda notícia nos autos que Pedro Nadaf foi abordado por Silval Barbosa, quando ambos estavam presos, que lhe teria questionado quanto sua intenção de celebrar acordo de colaboração premiada com o Ministério Público, e na ocasião, foi advertido por Silval no sentido de não falar com o Ministério Público sem antes discutir o assunto com ele mesmo”, diz um dos trechos da decisão.

Apesar das suspeitas, a defesa de Pedro Nadaf não confirma a informação de que o mesmo tenha firmado termo de delação premiada com o MPE. (KA)



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:37 Reflexo imediato atingiu a arroba
19:37 JBS segue paralisada no Estado
19:37 Meirelles se pronunciará até 4ª
19:36 Maggi reafirma temor com exportações
19:25 Pedro Taques quer que programa seja um marco


19:25 Banco do Brasil vai investir R$ 3 bi em MT
19:25 Senado começa a discutir fim do privilégio
19:24 Taques não manda nenhum projeto nos próximos dias
19:24 Pedro Taques fará reunião com Poderes
19:23 Duas ações contra Lucimar são julgadas improcedentes
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2015