Terça feira, 23 de maio de 2017 Edição nº 14677 17/02/2017  










CHUVASAnterior | Índice | Próxima

Rio Cuiabá está em estado de atenção

14 municípios comunicaram estado de emergência à Defesa Civil do Estado devido à quantidade de chuvas registradas

DINALTE MIRANDA/DC
O rio Cuiabá registrou ontem nível de 6,86 metros, a marca de risco é 8,5 metros
ALINE ALMEIDA
Da Reportagem

O boletim da Secretaria de Estado de Meio Ambiente emitido ontem confirmou situação de atenção para o Rio Cuiabá. Com nível de 6,86 metros, uma das maiores marcas conforme a Defesa Civil, a água que cada dia mais se aproxima das margens, tem assustado e chamado a atenção das pessoas. Apesar do aumento de mais de três metros num intervalo de três dias (3,82 m registrados no dia 14), não há risco de transbordamento, já que o risco seria quando a marca de 8,5 metros é atingida. A última vez que o rio transbordou foi no ano de 2005.

A situação do nível do rio também continua crítica no município de Santo Antônio do Leverger. Ontem, o nível chegou a 9,06 metros e é de atenção. No dia 14, dois dias antes estava em 6,68. O Rio Garças também está em atenção com nível de 4,06 metros.

As chuvas, que tem sido a causa do aumento do nível dos rios tem se intensificado cada dia mais em todo o Estado. Cuiabá choveu 117 milímetros nas últimas 96 horas. Santo Antônio do Leverger 55 milímetros. Em São Félix do Araguaia foram 114,2 milímetros e em Pontes Lacerda 127 milímetros. A expectativa é de que os níveis dos rios continuem a subir, já que há a previsão de chuva em todas as regiões do Estado.

Em Cuiabá no início da semana a Defesa Civil havia emitido um alerta em relação à chuva. O risco de transbordamento principalmente na região do Coxipó motivou o alerta. A orientação é para que os moradores levantem seus móveis e deixassem as residências se necessário. O órgão, também, informa que havendo qualquer emergência, o cidadão poderá entra em contato com os Bombeiros, através do 193 ou com o coordenador Zanetti no (65) 99307-4846.

Em Várzea Grande a Defesa Civil iniciou ação de monitoramento nos 13 córregos que cortam o município. O objetivo é emitir alerta as comunidades próximas a estes córregos em decorrência a possíveis alagamentos, em uma ação preventiva. Os córregos estão localizados em áreas baixas e em áreas de várzeas, o que em volumes expressivos de chuvas os alagamentos são inevitáveis.

No Estado – Até o momento, 14 municípios comunicaram estado de emergência a Defesa Civil do Estado devido à quantidade de chuvas registradas. Campo Novo do Parecis, Rio Branco, Vale de São Domingos, Chapada dos Guimarães, Confresa, Vila Rica, Santa Terezinha, Cláudia, Água Boa, Pontes e Lacerda, Porto Esperidião, Barra do Bugres, São José do Xingu e Jauru.

Segundo a Defesa Civil, as chuvas devem continuar até pelo menos o dia 21 de fevereiro e a situação é de alerta para alagamentos em Mato Grosso.

Com base no monitoramento do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden) e Agência Nacional das Águas (ANA), parceiros da Defesa Civil, nos 12 primeiros dias de fevereiro foram registrados em média 150 milímetros de chuva, volume superior ao mesmo período do ano passado. Apesar disso, segundo a Defesa Civil não há, até o momento, motivos para alarde por parte da população.

O caso mais crítico até agora é o de Campo Novo do Parecis (444 km ao Norte de Cuiabá), que teve o bairro Jardim das Palmeiras, que representa 10% da cidade, totalmente alagado. No total, cerca de três mil pessoas foram afetadas pelas águas, espalhadas em 750 casas.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

· A colheita do soja e o plantio do milho   - acir carlos ochove




19:56 Prévia da inflação registra menor acumulado em 12 meses
19:55 Meirelles reafirma crescimento
19:55 "Estou com agenda ativa e reuniões intensas"
19:55 Boatos e especulações sobre a JBS lesam mercado estadual
19:54 Empresários demonstravam otimismo


19:54 MT inicia colheita da sua ‘safrona’
19:35 Em nota, governo reafirma apoio às investigações
19:35 TJ mantém Sérgio Ricardo afastado
19:35 Mil telefones foram grampeados, diz juiz.
19:28 Justiça nega acareação de Bosaipo e Riva
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2015