Quarta feira, 23 de agosto de 2017 Edição nº 14651 12/01/2017  










LULAAnterior | Índice | Próxima

'Se necessário, eu serei candidato à Presidência'

DANIEL WETERMAN
Da Agência Estado - São Paulo

Em seu primeiro ato público do ano, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que se necessário vai ser candidato a presidente da República. A declaração foi dada durante o 29º Encontro Estadual do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), em Salvador, na Bahia.

"Se preparem, porque, se necessário, eu serei candidato à Presidência. Se eu for candidato, é para a gente ganhar as eleições desse país", disse Lula, a uma plateia que usava bonés vermelhos com a inscrição "Estamos com Lula".

Mais cedo, no mesmo evento, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, afirmou que o partido ainda não tomou a decisão sobre uma eventual candidatura do ex-presidente, mas que ele é "aspiração nacional".

GRITOS DE APOIO

Durante o discurso, Lula era interrompido pelo público com o grito "Brasil pra frente, Lula presidente". O ex-presidente da República disse ainda que durante este ano vai andar pelo País para recuperar a imagem do PT e sua própria imagem. Ele voltou a afirmar que a legenda está sendo criminalizada pela mídia e pela Justiça.

Lula defendeu que todos que queiram ser candidatos tenham esse direito. "Se o Temer quer ser, ótimo, se o Serra quer ser, ótimo, se o Moro quer ser, ótimo, se os delegados querem ser, todo mudo que quer ser candidato tem direito, entre num partido e vá para as ruas", afirmou.

DEFESA DO CRESCIMENTO

O ex-presidente fez um discurso defendendo que o País volte a crescer através de investimentos do governo.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:39 PF pede prorrogação de investigação contra Ezequiel
19:38 Senador Medeiros deixa PSD e vai para o Podemos
19:38 Proposta está emperrada no Tribunal de Justiça
19:38 Ministério Público investiga pagamentos de pensões
19:37 Morre ex-governador Pedro Pedrossian


19:37 Taques aumenta ataques ao governo Silval
19:37 Silval diz que pediram dinheiro para campanha de Pedro Taques
19:09 Ações sobem quase 50% após anúncio sobre desestatização
19:08 Preços da saca em 2017 não têm seguido movimentação histórica
19:08 BB suspende a exigência da APF em MT
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2015