Quarta feira, 18 de outubro de 2017 Edição nº 14651 12/01/2017  










Anterior | Índice | Próxima



Bomba

A decisão do juiz Luiz Aparecido Bortoluci, de afastar o conselheiro do Tribunal de Contas Sérgio Ricardo, pela suposta compra da vaga no tribunal, caiu como uma bomba nos meios políticos.



Vaga

Na ação, que foi proposta, em 2014, pelo Ministério Público Estadual, Sérgio Ricardo é acusado de pagar por sua vaga ao ex-conselheiro do TCE Alencar Soares.



Ararath

A ação é um desdobramento da famosa operação Ararath e, na decisão do juiz Bertoluci, está o bloqueio de R$ 4 milhões na conta de 9 pessoas para ressarcimento ao poder público.



Bloqueio

Entre estas nove pessoas, que tiveram bens bloqueados, estão figuras carimbadas da Justiça, como José Riva, Eder Moraes, Silval Barbosa e até o ministro da Agricultura Blairo Maggi.



Surpreso

Por meio de nota, Maggi disse ter ficado surpreso com a decisão do juiz. Segundo Maggi, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, já havia determinado o arquivamento de todas as acusações que pesavam contra ele em fatos derivados da Ararath.



Patrono

Jejé de Goya, que faleceu em 2016, aos 81 anos, é o "patrono" do colunismo social de Mato Grosso. A honraria foi estabelecida por meio da lei nº 10.493, de 10 de janeiro de 2017, de autoria do deputado Guilherme Maluf (PSDB).



Duodécimo

O secretário de Fazenda Gustavo Oliveira está começando a se preparar para a dura batalha de repactuar os valores que o Executivo está atrasado em relação ao duodécimo dos demais poderes.



Atraso

Em setembro de 2016 o Estado fez um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para pagar quase R$ 300 milhões aos poderes. O Estado só conseguiu pagar 25% do combinado.



Repactuar

Agora, Gustavo Oliveira terá a missão de repactuar os 75% que ainda restam ser pagos a Tribunal de Justiça, Assembleia, Ministério Público, Tribunal de Contas e Defensoria.



Teto

Pressionado pelo Fórum Sindical, os deputados estaduais já avisaram que o projeto de lei que estabelece o teto dos gastos públicos só será apreciado em fevereiro, após o encerramento do recesso parlamentar.





Patrolamento

O deputado Oscar Bezerra (PSB) anda preocupado com o que ele chamou de ‘patrolamento’ da Assembleia pelo secretário de Cidades Wilson Santos, no caso do VLT em Cuiabá e Várzea Grande. Bezerra, que presidiu a CPI das Obras da Copa, está reclamando porque WS está dando celeridade à obra. O nobre deputado quer que o secretário espere a aprovação do seu relatório pela Assembleia.



Pergunta

Uma pergunta ao deputado Oscar Bezerra: por que a Assembleia não apontou os problemas nas obras enquanto elas estavam sendo feitas e todo mundo no Estado sabia que havia algo de errado?



Empecilho

Bezerra não era deputado na época em que as obras foram tocadas no governo Silval Barbosa, mas sua esposa, Luciane Bezerra, era deputada. Agora, que as obras parecem que vão andar, o deputado quer criar empecilhos?





Ônibus

Falta de segurança e de conforto é um dos maiores problemas enfrentados pelos usuários do transporte público em Cuiabá. A constatação faz parte de uma pesquisa realizada pela Agência de Regulação de Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec).



Ônibus 2

A superlotação foi constatada na pesquisa: 44% dos entrevistados afirmaram que pegam ônibus lotado “muitas vezes”, 29% responderam “sempre”, 25% “poucas vezes” e apenas 2% disseram que nunca pegam ônibus lotado.



Ônibus 3

Para 14% dos entrevistados, o principal ponto negativo relacionado ao transporte público é a falta de segurança; para outros 14%, é a falta de ar-condicionado, enquanto que para 13% os problemas são a tarifa elevada e a frota velha. Os demais citaram outros problemas.



Violência

Por dia, uma média de 125 mulheres sofre algum tipo de violência no estado de Mato Grosso. Em média, a cada hora, cinco são ameaçadas, agredidas, estupradas ou vítimas de diversas outras formas de violência.



Violência 2

Levantamento da Secretaria de Segurança Pública, de ocorrências, mostra que até setembro foram 30.370 casos. Em relação ao mesmo período do ano de 2015, quando foram contabilizadas 22.872 ocorrências, o aumento foi de mais de 32%.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

· Lei estadual para estabelecer o “patrono  - JOSÉ RIBEIRO DA SILVA




19:52 Cidinho e Wellington votam a favor
19:52 Bosaipo pede suspeição de juíza
19:51 Juíza diz que acusação é um absurdo
19:51 Em nota, Gaeco repudia as declarações do cabo
19:51 Cabo Gerson acusa juíza e promotor


19:50 Bancada se une para buscar mais recursos para saúde
19:50 Oposição consegue na Justiça atrasar projeto
19:48 Oposicionista é escolhido novo líder
19:48 Gilmar quer que Supremo decida ação
19:47 Uma 'tempestade em copo d'água'
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2015