Sábado, 24 de junho de 2017 Edição nº 14650 11/01/2017  










ALIADOAnterior | Índice | Próxima

Mauro terá mais cargos no Paiaguás

Da Reportagem

O prefeito Mauro Mendes (PSB) irá acomodar mais cinco aliados no Governo do Estado. Trata-se de Thiago França, Alan Porto, João Batista, Beto Corrêa e Alberto Machado. Todos são ligados ao PSB e fizeram parte da gestão do socialista frente à Prefeitura de Cuiabá.

Thiago França se destacou no comando da Secretaria de Mobilidade Urbana, Alan Porto respondia pela secretaria de Meio Ambiente, João Batista ficou por dois anos a frente das secretarias de Governo e Comunicação, já Beto e Machado passaram pelas secretarias de Governo e Cultura, respectivamente.

O anúncio foi feito ontem pelo secretário-chefe da Casa Civil Paulo Taques. De acordo com ele, as conversas já estão bem adiantadas.

No entanto, até o momento apenas Thiago França já tem local definido. Ele ocupará o cargo de assessor especial do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), na Secretária de Estado de Cidades (Secid).

“Nós recebemos na Casa Civil os deputados do PSB [Eduardo Botelho, Max Russi e Fábio Garcia] e o secretário Suelme Evangelista. Nós teremos outros nomes do PSB. Em minha avaliação, o prefeito Mauro Mendes entregou a Prefeitura de Cuiabá muito melhor do que encontrou. Alguns nomes fizeram trabalhos reconhecidamente de sucesso”, declarou.

Até o momento, o governador Pedro Taques (PSDB) nomeou três ex-secretários de Mendes, o procurador-geral do Estado Rogério Gallo, o secretário de Comunicação Kleber Lima e o secretário de Planejamento Guilherme Müller.

Além do PSB, outro partido que deverá ser contempla é o PSD. De acordo com Paulo Taques, a reforma administrativa também contará com nomes já indicados pela legenda, que possui como maior liderança o vice-governador Carlos Fávaro.

As novas mudanças, entretanto, deverão ocorrer apenas após a provação do projeto de reforma administrativa por parte da Assembleia Legislativa. Isto porque, a mensagem prevê algumas alterações na estrutura do Palácio Paiaguás como a extinção e fusão de secretarias.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:52 “Suspensão foi precipitada”
19:52 Vacinas e frigoríficos na mira
19:52 Maggi irá aos EUA discutir reabilitação
19:50 Riva e Savi são réus em nova ação
18:47 Avião com Gilmar Mendes sofre pane


18:46 Não se pode demonizar a política
18:46 Senadores aliados ou não se declaram independentes
18:46 Sete candidatos à sucessão apoiam investigar presidente
18:45 Federal conclui perícia de áudio gravado
18:44 Ação não abalará de forma alguma a governabilidade
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2015