Terça feira, 22 de agosto de 2017










DIREITOS MANTIDOS 06/01/2017 16:09Anterior | Índice | Próxima

Contratação de 6 mil pessoas na Educação não prejudicará concursados

Da Reportagem

A Prefeitura de Cuiabá vai ofertar 6.601 vagas para contratação de profissionais temporários de nível médio e superior na Secretaria de Educação. Os contratos terão validade para o ano de 2017. As contratações temporárias não prejudicarão os aprovados no último concurso público realizado pela SME, em 2015. O processo seletivo de temporários será para suprir demandas e vagas que não estavam contempladas no último certame.

Conforme levantamento da Diretoria de Recursos Humanos da SME, todos os aprovados no último concurso foram convocados para tomar posse. Ou seja, não há mais candidatos aprovados para serem chamados para as vagas existentes.

A publicação do Edital n. 1/2017/GS/SME dando início ao Processo Seletivo foi feita pela Secretaria Municipal de Educação (SME), nesta quinta-feira (05), no Diário Oficial do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE).

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas, entre os dias 20 a 30 de Janeiro, nas unidades educacionais e na sede da SME conforme o cargo pretendido.

Há vagas para professores, técnicos em desenvolvimento infantil (TDI), cuidador de alunos com deficiência, intérprete e instrutor de libras, merendeiras, técnicos de multimeios didáticos, vigilantes, serviços gerais, motoristas, técnico em administração escolar, para técnico de nível superior compreendendo bacharel em Direito, psicólogo, engenheiro civil, sanitarista e elétrico, analista de suporte e infraestrutura de tecnologia em informática, contador, gestor público e arquiteto. Os aprovados deverão ser chamados de acordo com a necessidade no decorrer do ano letivo.

A escolha dos candidatos será por meio da contagem de pontos, com base em titulação e formação continuada. Só serão considerados os cursos dos quais os candidatos tenham participado nos últimos três anos e na área correspondente ao cargo. A experiência profissional também contará ponto.

A jornada de trabalho varia de 10 a 20 horas semanais para professor, intérprete e instrutor de libras. Para os demais cargos é de 30 horas semanais.

A remuneração seguirá tabela salarial inicial das carreiras, conforme estabelece a Lei Orgânica dos Profissionais da Secretaria de Educação (Lei n. 220/2010). Os valores podem ser consultados no Anexo XIV do edital.

Os classificados no último concurso, fora do número de vagas descritas no edital daquele certame, não possuem o direito líquido e certo de assumir. O chamamento é feito de acordo com a conveniência da administração pública.

O Processo Seletivo Simplificado para contratos temporários na educação/contagem de pontos de 2017 (Edital nº 1/2017/GS/SME) visa a formação de um banco de dados para possíveis substituições de servidores efetivos afastados por licença médica, designações, readaptação de função, afastamento sem ônus, afastamento para qualificação profissional e licença prêmio. Todas essas situações tem prazo determinado (90 dias, seis meses, dentre outros) de acordo com as perícias e documentos apresentados. Por isso, não é possível empossar classificados em concurso.

O próprio edital da contratação temporária, deste ano, prevê que será respeitado o concurso realizado no ano de 2015. O edital também esclarece que os candidatos classificados na contagem de pontos não serão chamados de imediato, mas sim de acordo com a necessidade durante o decorrer do ano letivo.

A ordem de classificação dos candidatos poderá ser conferida no dia 25/01 nos murais das unidades educacionais e o resultado final será divulgado no dia 31 de Janeiro no Diário Oficial do TCE e no portal da Prefeitura (www.cuiaba.mt.gov.br/secretariadeeducacao). Os aprovados deverão se apresentar no prazo de 48 horas, a partir da convocação. (Glaucia Colognesi/pmc)



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:44 Selma pede avião de Silval
19:44 PMDB tenta unir oposição a Taques
19:44 Após delação, empresário promete devolver R$ 80 mil aos cofres públicos
19:44 Silval recebeu propina da obra da Arena
19:42 MP pede condenação de 30 anos para Alan Malouf


19:42 CNJ investiga pagamento para servidores do TJ
18:56 30 obras paradas em Cuiabá
18:55 Catracas do terminal do CPA III serão retiradas
18:55 Sem plano, municípios de MT podem perder recursos
18:55 Obras e serviços estão comprometidos na UFMT
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2015