Quinta feira, 14 de dezembro de 2017










POSSE NA AMM 06/01/2017 13:57Anterior | Índice | Próxima

Hazama ratifica compromisso de Várzea Grande com municipalismo

Da Reportagem

O vice-prefeito de Várzea Grande, José Aderson Hazama, participou ontem à noite (5), da solenidade de posse do novo presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM). Neurilan Fraga foi reconduzido ao cargo para gerir a entidade pelo biênio 2017-2018.

Hazama representou a prefeita Lucimar Sacre de Campos e pontuou durante o evento que o comparecimento em massa de prefeitos e seus representantes reforçou o compromisso com a Associação e a necessidade de fortalecimento da AMM em defesa do municipalismo.

“Os recém-eleitos como os reeleitos irão conduzir suas prefeituras em um momento de crise econômica, pois os repasses estaduais e federais estão menores a cada período e as necessidades dos municípios aumentam na proporção inversa, visto que precisam atendem seus cidadãos com políticas públicas essenciais, como saúde, educação, segurança e infraestrutura. Por isso a união municipalista, mais do que nunca, é válida, justa e legítima e a posse do novo presidente Neurilan Franga, comprova isso. Como a prefeita Lucimar sempre diz que só se governo com a união de esforços entre os entes federados e em regime de parcerias”.

Hazama destacou ainda que o prestígio e o reconhecimento da AMM puderam ser observados durante a solenidade que reuniu representantes do Tribunal de Contas, do Tribunal de Justiça, do Governo do Estado e do Ministério Público.

O presidente da AMM, Neurilan Fraga, salientou em seu discurso de posse que o município é o ente federado mais fraco, acumulando várias atribuições, como educação, saúde, infraestrutura, assistência social, entre outros. “É preciso a união dos prefeitos para superar a crise e fazer os enfrentamentos necessários junto aos órgãos federal e estadual, buscando vias de melhorar seu orçamento e sem extrapolar a Lei de Responsabilidade Fiscal”, assinalou.

A AMM foi fundada no dia 4 de maio de 1983. Nasceu da necessidade de se criar uma entidade que congregasse e defendesse os interesses dos municípios, atuando junto aos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, como também liderar as lutas municipalistas, prestar assistência técnica, jurídica e administrativa, ajudando a elaborar planos de desenvolvimento e oferecer projetos às prefeituras, além de promover eventos para debater os problemas inerentes aos municípios, entre outras ações. (Secom/VG)



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:37 Eduardo Botelho defende fim do foro privilegiado
19:37 Federal cumpre mandados em endereços de José Riva
19:36 Lucimar Campos diz que pesquisa mais a estimula
19:36 Senador aprova liberação do FEX para os Estados
19:36 Naco abre inquérito contra Silval e Savi


19:35 Emanuel Pinheiro tem reprovação de 61%
19:22 STF: 5 a 4 para vetar revisão de prisão
19:22 BOA DISSONANTE
19:21 Sem anistia e sem ‘bem-estar’?
19:21 O penhasco, a cabana e a previdência
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2015