Sexta feira, 21 de setembro de 2018










EDUCAÇÃO 22/12/2016 14:31Anterior | Índice | Próxima

Deputado Nilson Leitão apresenta demandas ao ministro Mendonça Filho

Da Reportagem

O ministro da Educação, Mendonça Filho, recebeu em audiência, o deputado federal Nilson Leitão (PSDB-MT). Na pauta do encontro, a liberação de recursos para Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), a permissão para cursos modulares de ensino superior, a criação da Universidade Federal do Norte de Mato Grosso e mudanças no Revalida.

A luta para que o MEC libere cursos fora da sede (modulares) vem longa data. O parlamentar entende que é possível fazer parcerias entre as prefeituras e as universidades públicas no sentido de criar turmas especiais com cursos voltados para a vocação econômica de cada cidade ou região onde não exista a presença física das universidades.

As prefeituras ficariam responsáveis pela estrutura física, cedendo salas de aula, por exemplo. As disciplinas seriam ministradas até esgotar a carga horária, liberando o professor para voltar à sede da universidade ou seguir para outra cidade.

Nilson Leitão também reforçou pedido para a criação da Universidade Federal do Norte de Mato Grosso. O documento oficial foi entregue na segunda quinzena do mês de junho, quando o parlamentar, acompanhado do vereador sinopense Fernando Assunção (PSDB) e do deputado estadual Dilmar Dal´Bosco (DEM), foram recebidos pelo ministro.

“A ideia de criar a Universidade Federal do Norte de Mato Grosso (Ufernorte) nasceu da necessidade de uma universidade autônoma, capaz de ministrar cursos de qualidade ao mesmo tempo em que amplia a oportunidade de graduação da juventude do norte de Mato Grosso”, disse Nilson Leitão.

Sobre o Revalida - Sistema de Revalidação de Diplomas Médicos, o deputado Nilson Leitão propôs a adoção de medidas eficazes para melhorar os procedimentos de revalidação dos diplomas médicos estrangeiros de forma que possa permitir o ingresso de milhares de médicos brasileiros, formados no exterior, no sistema de saúde nacional.

Os profissionais reclamam da burocracia. As queixas vão desde a necessidade de apresentação de uma lista de documentos necessários que muitas vezes inclui a legalização de papéis acadêmicos e de viagem a embaixadas, consulados e instituições de ensino - implicando tempo e custos muitas vezes descabidos, até a recusa de universidades que, por falta de pessoal, conhecimento ou agendas congestionadas, recusam-se simplesmente a receber os processos ou estabelecem prazos longuíssimos para a solução dos casos submetidos, desobedecendo a legislação que estipula seis meses no máximo para devolução, solucionada e justificada, dos processos aos interessados.

Para Nilson Leitão, o Brasil deve ser protagonista no sentido de criar mecanismos de acreditação na área acadêmica. “O Brasil está apto para inovar na criação de modelos e critérios simplificados de reconhecimento de estudos feitos no exterior e revalidação de diplomas estrangeiros – de graduação e pós-graduação, sem abrir mão de critérios estritamente acadêmicos e de padrões de qualidade”, destaca o parlamentar.

Leitão aproveitou para tratar da liberação de recursos, fruto de emenda parlamentar de sua autoria, para a Unemat. Segundo o ministro o pagamento está autorizado e o empenho dos valores será feito nos próximos dias.

O parlamentar tem aproveitado os últimos dias do ano para tentar a liberação do máximo de recursos possíveis nos diversos ministérios onde “colocou” suas emendas. (Assessoria)



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:48 Com incentivo e buscando pacificação
17:48 Candidatos reveem estratégias para reta final
17:44 A importância do Setembro Amarelo
17:44 Candidatos negam reduzir ICMS da energia
17:43 Sem tempo


17:43 Nem direita, nem esquerda volver
17:43 A florada do ipê
17:42
17:42 Ânimos acirrados
17:41 Recebendo Lorenzo Falcão
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018