Segunda feira, 19 de novembro de 2018










REFORMA TRIBUTÁRIA 22/12/2016 13:58Anterior | Índice | Próxima

Secretário se reúne com Fundação Getúlio Vargas em dezembro

Da Reportagem

O secretário de Estado de Fazenda (Sefaz-MT), Gustavo de Oliveira, vai se reunir na próxima semana com a equipe da Fundação Getúlio Vargas (FGV), responsável pela elaboração da primeira minuta do projeto da Reforma Tributária de Mato Grosso. O Governo do Estado, Assembleia Legislativa e os setores econômicos, em decisão tomada em conjunto, decidiram levar a votação para 2017.

Gustavo explica que o encontro ainda em dezembro tem como objetivo a elaboração de um cronograma de trabalho para promover o realinhamento do projeto, que visa instituir uma nova sistemática de cobrança para o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

“Vamos nos reunir já neste mês para montarmos o calendário de retomada dos trabalhos no início de 2017. Nosso objetivo é focar nesse projeto durante todo o mês de janeiro para apresentarmos aos segmentos até fevereiro”, informa Gustavo.

As discussões para as mudanças no projeto serão retomadas a partir da versão 3.6 apresentada pela FGV e que é a minuta enviada pelo Executivo ao Legislativo no dia 30 de novembro.

Esta semana um substitutivo elaborado pela equipe técnica da Sefaz foi apresentado a empresários e deputados, mas diante das dúvidas geradas em função das mudanças realizadas, o governo do Estado não levou o novo texto para a Assembleia Legislativa.

O secretário reafirma que o projeto do governo vai continuar focado nas cinco diretrizes, que são a simplificação, isonomia, neutralidade, transparência e arrecadação. Esses componentes, juntos, proporcionam facilidade e segurança jurídica para o contribuinte pagar seus tributos e cumprir suas obrigações acessórias, com uma alíquota uniforme para todos os bens e serviços.

Em janeiro a Sefaz e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) também darão início ao trabalho conjunto de elaboração das leis setoriais, consideradas importantes para fomentar o desenvolvimento socioeconômico de Mato Grosso. (Sandra Pinheiro Amorim/Sefaz-MT)



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:49 Mauro Mendes admite que pode ter que taxar agronegócio
17:49 BOA DISSONANTE
17:48 É decisão na Arena
17:48 Assim é
17:48 II Jornada Mundial dos Pobres


17:48 Direito ao auxílio acidente
17:47 Violência infantil
17:43 Desembargador declara que juíza “agiu politicamente” em ação
17:42 Viana acusa colegas de receberem propina
17:42 Bolsonaro defende medidas amargas
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018