Sábado, 25 de maio de 2019 Edição nº 9930 23/04/2001  










Anterior | Índice | Próxima

Do escritório alugado ao império

Especial para o DIÁRIO

André Antônio Maggi chegou a Mato Grosso há 23 anos. Seus primeiros passos na escalada que o levaria ao topo do empresariado estadual e lhe conferiria o título de “Rei da soja” foram dados em Rondonópolis onde instalou a sede de seu grupo num prédio alugado na avenida Presidente Médici. Em seguida comprou uma fazenda de 12 mil hectares que pertencia a Wellington Mercante Campos, em Itiquira.

Duas décadas depois de chegar a Rondonópolis, André Maggi tornou-se dono de um império que atua em Mato Grosso, Paraná, Rondônia, Amazonas e na Holanda, com soja, algodão, gado, sementes, geração de energia, transporte rodoviário, revenda de máquinas agrícolas, empresa de navegação e outras atividades.

Na safra anterior André Maggi plantou em suas fazendas em Itiquira, Rondonópolis e Sapezal, 38 mil hectares de soja, 10 mil hectares de milho safrinha, 3 mil hectares de arroz de sequeiro e 8,5 mil hectares de algodão. Sua colheita de soja é a maior do mundo feita por grupo empresarial: 120 mil toneladas. E colheu ainda 45 mil toneladas de milho, 10.800 toneladas de arroz de sequeiro e 20 mil toneladas de algodão em caroço.

No ano passado, André Maggi não se limitou a plantar e colher uma megasafra. Dono da Hermasa Navegação da Amazônia, seus navios transportaram 870 mil toneladas de soja produzida no Chapadão do Parecis pelas calhas dos rios Madeira e Amazonas, de Porto Velho (RO) a Itacoatiara (AM). No mesmo período comprou cerca de 17% da soja produzida em Mato Grosso.

Ele não se considerava pecuarista, mas deixou um rebanho bovino de 10 mil cabeças com nelore de elite e matrizes zebuínas para o cruzamento industrial que resulta no novilho precoce.

LEIA TAMBÉM

Morre o último bandeirante do século XX
Do escritório alugado ao império
Maggi funda Sapezal
André Maggi: Um exemplo de vida






Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:46 BOA DISSONANTE
19:45 Professores aprovam greve a partir de segunda
19:42 Educadores e a reforma da previdência
19:41 Vitória da sensatez
19:41 Um SIM à adoção


19:40 O Traidor concorre à Palma de Ouro com comentário político e retrato da máfia
19:40
19:39 Lucy Alves prepara disco mais autoral, dançante e com rifs eletrônicos
19:38 Jeza da Pedra prepara disco com crônicas musicais do Rio
19:37 Malcom terá noite sinfônica neste sábado
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018